Tópicos | SP

As festas de final de ano já estão batendo à porta, e com elas muitas dúvidas a respeito do que servir nas noites de Natal e Réveillon. Para montar um jantar que agrade familiares e convidados é preciso ter criatividade, praticidade e também de muita paciência.

Para o chef César Santos, proprietário do restaurante Oficina do Sabor, é essencial que as pessoas se organizem bem para os festejos. Na tentativa de otimizar o tempo de muita gente nessa época de final de ano, César destacou, em parceria com o LeiaJá, dicas preciosas para quem deseja montar um cardápio suculento e não errar feio durante a elaboração das ceias comemorativas.

##RECOMENDA##

1 - Ao pensar na ceia de Natal e Ano Novo, junto com a família, é bom se programar com antecedência: O que você vai fazer? Um peru? Pernil? O ideal é fazer uma listinha e já começar a comprar no início de dezembro, e não deixar para última hora, pois pode faltar produtos, os preços aumentarem e ainda enfrentar fila em supermercado. A ideia é economizar tempo e dinheiro;

2 - Cuidado para não exagerar na quantidade de comidas! Sempre pensar em alimentos frios, para deixar a mesa arrumada e não precisar estar na cozinha durante a festa. Contar com a ajuda de alguém da sua família ou amigo na preparação do jantar também é importante;

3 - Como o custo de vida aumentou muito, você pode definir com sua família para que cada um leve um prato pronto e reunir todo mundo. Além disso, é bom providenciar o gelo e pedir para que cada parente ou amigo leve sua bebida (cachaça, vinho, gim, cerveja, espumante), assim você consegue diluir os custos e baratear a ceia;

4 - Sempre deixe água e comidinhas por perto para que as pessoas possam intercalar com a bebida alcoólica;

5 - Ao terminar o jantar, não deixar comida exposta na mesa, ver o que sobrou da ceia e guardar na geladeira, para não estragar. No dia seguinte, você pode fazer um empadão com o que sobrou do frango/peru/pernil, um arroz, um mexido, um guisado... É usar sua criatividade! Evite guardar a maionese, é o tipo de alimento que não indico guardar, pois estraga muito fácil.

O Ministério da Educação (MEC) lançou nesta quinta-feira (02), por meio da Secretaria da Educação Básica (SEB), o Programa EJA Integrada, que objetiva o aumento de vagas e cursos profissionalizantes integrados à Educação de Jovens e Adultos (EJA), de modo a fomentar a qualificação profissional desses estudantes.

A iniciativa faz parte da Meta 10 do Plano Nacional de Educação (PNE), que visa oferecer no mínimo 25% das matrículas do EJA, tanto no Ensino Fundamental quanto no Ensino Médio, integradas à alguma formação profissionalizante. Dessa forma a ideia é ampliar as competências dos estudantes frente ao mercado de trabalho, a partir de uma dupla formação.

##RECOMENDA##

O programa incentivará a articulação entre as redes de educação municipal e estadual, para a elaboração de projetos de cursos que integrem as duas formações e ainda ofereçam capacitações alinhadas às demandas do mercado. De acordo com o MEC, a iniciativa já conta com a participação da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, que estima o engajamento de  41 instituições e 23 escolas técnicas. 

Por Thaynara Andrade

O Pão de Açúcar, Extra Hiper e Mercado Extra anunciam os novos sabores de panetones de fabricação própria. Os consumidores já podem encontrar os panetones especiais nas lojas das redes. Este ano, ainda terão outros itens especiais: roscas natalinas de frutas e de chocolate estão entre as novidades das padarias das lojas.

As linhas de panetones de fabricação própria do Pão de Açúcar e do Extra Hiper ganham um reforço especial para as festas de fim de ano. Entre os sabores especiais, os destaques são os lançamentos do panetone de Goiabada e as Roscas Natalinas nas opções de frutas e de chocolate. No Pão Açúcar, ainda estarão disponíveis os panetones de Diamante Negro, lançamento exclusivo da padaria da rede, e o de Brigadeiro Belga. Enquanto o Extra Hiper oferece os panetones especiais de Brigadeiro e Churros. O Mercado Extra não fica de fora, com opções de panetones especiais de Goiabada e Brigadeiro.

##RECOMENDA##

As três redes também contam com os tradicionais panetones de frutas e chocolate que são feitos durante todo o ano e têm um reforço ainda maior na produção nesse período do ano. E, para quem gosta de variar os sabores, também há opções de panetones salgados, como o de Provolone e Calabresa no Pão Açúcar e o de Três Queijos e Calabresa com Queijo no Extra Hiper.

Da assessoria

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, informou nesta quinta-feira (2) que a tradicional festa de Réveillon realizada na Avenida Paulista será cancelada. “O que pesou muito foi a questão da nova variante Ômicron”, disse. O anúncio foi feito em coletiva de imprensa em Nova York.

A cidade de São Paulo decidiu também pela continuidade da obrigatoriedade do uso de máscaras em ambiente aberto. Segundo o prefeito, um estudo realizado pela Vigilância Sanitária municipal analisou os efeitos da chegada da nova variante na cidade e estabeleceu que o momento atual é de cautela. 

##RECOMENDA##

O governo do estado de São Paulo optou pela mesma decisão em relação às máscaras. 

Com relação ao carnaval, o prefeito disse que haverá tempo para a melhor tomada de decisão.

Quem passa pela Avenida Doutor Arnaldo e observa o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) percebe que, em breve, o hospital público de 28 andares e cerca de 500 leitos ganhará uma fachada totalmente nova. A reforma deve ficar pronta em dezembro, graças a uma inusitada doação de R$ 8,2 milhões. O dinheiro foi deixado em testamento pelo advogado Orlando Di Giacomo Filho, sócio do escritório Demarest.

Aos 72 anos, ele morreu de câncer de pulmão no Hospital Sírio-Libanês, após um árduo tratamento de três anos. A experiência com a doença e o convívio com o médico Paulo Hoff, diretor-geral do Icesp, despertaram nele o interesse pela pesquisa em oncologia e pelas necessidades dos doentes. Solteiro e sem filhos, Di Giacomo Filho decidiu destinar 90% do patrimônio aos dois hospitais. Sem dizer nada ao médico que o tratou, fez duas doações de igual valor: uma para o hospital do Sistema Único de Saúde (SUS) e outra para o privado. "Foi uma grande surpresa", diz o oncologista Hoff. "Ele era um paciente agradável, bom de conversa. Demonstrava curiosidade pelos tratamentos e preocupação social, mas nunca revelou que faria um gesto dessa magnitude", afirma.

##RECOMENDA##

O advogado morreu em 2012. O inventário levou anos para ficar pronto porque envolveu 13 legatários (afilhados e outras pessoas próximas) a quem ele destinou a menor parte dos bens. A doação só foi recebida pelos hospitais em 2019. Os recursos chegaram em ótima hora ao Icesp, o maior centro especializado em oncologia da América Latina. O prédio do instituto tem cerca de 30 anos e precisava de manutenção. Há tempos Hoff queria trocar o revestimento de pastilhas. Com a ação do vento, elas se desprendiam. A estrutura exposta poderia começar a sofrer infiltrações e havia risco de as pastilhas em queda machucarem alguém.

"A realidade brasileira é de apertos orçamentários", diz Hoff. "É difícil conseguir recurso público para trocar fachada, embora a obra fosse necessária. Como houve essa benesse, pudemos realizá-la sem ter de mexer no orçamento destinado ao tratamento dos pacientes", afirma.

RARO

Além de resolver o problema do revestimento, a doação deixada por Di Giacomo Filho foi destinada à reforma de auditórios usados para atividades de ensino. E ainda sobrou dinheiro para outras necessidades. "Esse tipo de doação é raro no Brasil", afirma Hoff. "Vivemos em um país muito desigual. Quem tem alguma sobra no orçamento pode ajudar a melhorar a vida dos brasileiros." No Sírio-Libanês, os R$ 8,2 milhões doados pelo paciente foram destinados a projetos de pesquisa sobre câncer.

Ao longo de sua trajetória profissional, Di Giacomo Filho foi advogado de grandes empresas. Liderou a criação do Centro de Estudos das Sociedades dos Advogados (Cesa) e ocupou vários cargos na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Trabalhou durante 47 anos no Demarest e foi colega, desde o início da carreira, do advogado Altamiro Boscoli, sócio do mesmo escritório. Boscoli cuidou de fazer a doação chegar aos hospitais.

Durante a internação do colega, ele e a mulher se revezavam no Sírio-Libanês para fazer companhia ao doente. "Éramos quase irmãos", diz Boscoli. Nas últimas semanas, a conversa dos dois girava em torno do essencial: as amizades. "Orlando era extremamente cordial; vivia para cultivar amigos", conta.

"Um dia ficamos animados porque ele conseguiu sair da cama e caminhar até a poltrona. Disse que iríamos brindar. Comprei um bom vinho italiano e levei para ele, mas não deu tempo." Di Giacomo Filho morreu no dia seguinte, o mesmo em que o amigo completou mais um ano de vida. A última garrafa não foi aberta.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O município de Sumaré, no Interior de São Paulo, sofre uma onda de intolerância religiosa contra terreiros de Umbanda. Três casas foram vandalizadas desde setembro e fieis estão apreensivos pela falta de uma atuação mais contundente do Poder Público.

Imagens quebradas e roupas de santo rasgadas junto com peles de tambores utilizados nas giras (cultos) descrevem o rastro de destruição deixado nas casas pelos criminosos. As informações são da Folha de S. Paulo.

##RECOMENDA##

"Sumaré está esperando um corpo de um pai ou uma mãe de santo estendido no meio do terreiro, com um tiro no peito, para selar a intolerância religiosa e o racismo religioso", afirmou Fabiana Cavalcanti, dirigente da Casa de Caridade Pai João de Oyó, que fala pela maioria dos pais e mães de santo da cidade. 

Em um intervalo de 90 dias, o primeiro ataque ocorreu na madrugada de 11 de setembro, no Terreiro Oxalá e Iemanjá, no Jardim Bela Vista, onde até o relógio de energia foi arrancado do poste. Menos de um mês depois, na manhã do dia 7 de outubro, o alvo foi a casa espiritual Pai João da Guiné, no Jardim Picerno. O terceiro local foi depredado no início de novembro, mas não chegou a ser invadido. Teve a fachada vandalizada e o toldo removido.

Os relatos convergem sobre a presença de um Chevrolet Corsa, que costuma rondar os terreiros antes dos ataques. A placa foi levantada e consta como um modelo Meriva. "Vários pais e mães reclamaram sobre isso. Disseram que ele passa bem devagar, tira várias fotografias e sai cantando pneu. Estamos bem apreensivos", comentou Fabiana.

Devido ao medo de novos ataques, religiosos começaram a vigiar as casas na tentativa de identificar os criminosos. "Cada casa coloca um dos filhos para vigiar a entrada. É perigoso, mas orientamos para apenas tentar tirar fotos e filmar", apontou a representante.

Os pais e mães de santo destacam que procuraram políticos locais desde a primeira invasão e acionaram o Ministério Público, mas nenhuma ação foi percebida na prática e eles ainda teme pela insegurança.

"É dever do Estado proteger o cidadão e a casa de oração, seja ela católica, evangélica, budista, kardecista, seja de matriz africana. Sentir esse racismo religioso, essa intolerância religiosa comendo a gente vivo, deixa a gente bastante chateado", critica Fabiana.

O Ministério Público comunicou que um inquérito foi instaurado, mas não sabe a quantidade de boletins relacionados à intolerância religiosa que foram registrados desde o ano passado. A justificativa é que o Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo ainda não repassou as informações.

Na quinta (25), o presidente da Câmara Municipal, o vereador William Souza (PT), encaminhou ofícios à Secretaria Municipal de Segurança Pública, ao comandante do 48º Batalhão da Polícia Militar do Interior e ao delegado de Sumaré.

A Secretaria de Segurança Pública do Estado confirmou a investigação no 2º Departamento de Polícia de Sumaré do caso ocorrido em outubro. "A unidade também investiga um fruto de fios em um centro espírita ocorrido em 11 de setembro. Diligência prosseguem visando a identificação dos autores de ambos os delitos. Quanto ao B.O registrado pela Delegacia Eletrônica, o mesmo foi indeferido por divergências nos dados", complementou.

O governador João Doria (PSDB) defendeu nesta quarta-feira (1°) que prefeitos paulistas suspendam festas de réveillon no Estado. Com a chegada da variante Ômicron e a quarta onda da Covid-19 na Europa, ao menos 14 capitais no Brasil já desistiram de eventos públicos no fim do ano. A cidade de São Paulo, porém, ainda mantém o planejamento da festa.

"Vamos no caminho da cautela e do zelo para proteger vidas. Não era hora de fazer festas de réveillon", disse Doria, em viagem oficial a Nova York para encontro com investidores organizada pela InvestSP. "Embora seja decisão dos municípios, não me parece a hora adequada", acrescentou.

##RECOMENDA##

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), também está em Nova York, mas até agora manteve o planejamento da tradicional festa da virada na Avenida Paulista. "Os prefeitos podem tomar medidas mais duras que o Estado, mas não mais facilitadoras", disse Doria.

"O sentimento que tenho é que os prefeitos estão na mesma índole, que é proteger vidas. Garantir a vida das pessoas é mais importante que a celebração festiva", acrescentou Doria. Ele disse ainda que pediu novos estudos ao comitê científico do Executivo paulista para definir os rumos da flexibilização no Estado, diante da confirmação de três casos da Ômicron em São Paulo.

"Temos que ter muito cuidado também em relação ao carnaval para que prefeitos e prefeitas possam reavaliar. A vida é mais importante que festa", disse Doria. Pelo menos 70 cidades paulistas já cancelaram o carnaval de 2022, entre elas São Luiz do Paraitinga.

Doria visitou nesta quarta investidores ao lado do secretário da Fazenda, Henrique Meirelles, da secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, do presidente InvestSP, Gustavo Junqueira, e de Ricardo Nunes. Na programação de visitas, estão representantes do Bank of America, Bloomberg, Goldman Sachs e da Cornell Tech.

* O repórter viajou a convite da InvestSP

Um homem de 38 anos desmaiou após se engasgar com uma comida e foi salvo pelo garçom, que precisou fazer a manobra de Heimlich para que o cliente expelisse o alimento que o impediu de respirar e, consequentemente, causou o desmaio.

O fato aconteceu na última sexta-feira (26), em um restaurante às margens da BR-116, São Paulo, durante a pausa de uma viagem de ônibus que seguia de Curitiba para São Paulo. A ocorrência só veio à tona nesta semana.

##RECOMENDA##

Segundo o site NSC, testemunhas relataram que o homem não apresentava sinais vitais, algo característico e comum aos casos de obstrução das vias aéreas. 

Agentes da Polícia Rodoviária Federal também auxiliaram nos primeiros socorros. Uma ambulância foi chamada para que o homem tivesse seu quadro avaliado, sendo liberado em seguida pelos médicos.

[@#video#@]

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), escreveu, em publicação no Twitter, sobre a solicitação de um novo estudo para a liberação das máscaras no Estado diante da disseminação da variante da Covid-19 Ômicron, identificada pela primeira vez na África do Sul.

"A chegada de uma nova variante ao Estado de São Paulo exige cautela. Precisamos saber o impacto que ela pode causar e avaliar como devemos proceder. O nosso compromisso é com a saúde da população", afirmou nesta quarta-feira (1º) o governador paulista.

##RECOMENDA##

De acordo com anúncio de Doria feito na semana passada, a desobrigação do uso de máscaras ao ar livre está prevista para ocorrer a partir do dia 11. Nesta quarta-feira, o Estado de São Paulo registrou seu terceiro caso pela variante.

A Secretaria de Estado de São Paulo confirmou, nesta quarta-feira (1º), o terceiro caso da variante Ômicron no Brasil. Trata-se de um passageiro proveniente da Etiópia, de 29 anos, que desembarcou em Guarulhos no sábado (27), quando testou positivo para Covid-19.

De acordo com as informações, o passageiro está em isolamento domiciliar desde o desembarque, sem sintomas, e sendo acompanhado pela vigilância do município de Guarulhos, local que reside. O homem é vacinado com duas doses do imunizante da Pfizer.

##RECOMENDA##

Os dois primeiros casos da variante Ômicron no Estado foram confirmados na tarde de terça-feira (30). Os casos são de um homem de 41 anos e uma mulher de 37, provenientes da África do Sul. Eles desembarcaram no Brasil no dia 23 e fizeram exame antes de embarcar novamente no dia 25. Ambos tiveram resultado positivo em exames de PCR coletados no Aeroporto Internacional de Guarulhos, antes de viagem à África do Sul.

Nesta quarta-feira, a vigilância municipal da capital atualizou as informações dos pacientes para a pasta estadual e informou que ambos foram vacinados com o imunizante da Janssen na África do Sul.

Um dos primeiros elementos que o público encontrará no Museu Judaico de São Paulo (MUJ)- a ser inaugurado no domingo, na região central - será a pergunta "O que é ser judeu?". A resposta estará ao redor, com depoimento de judeus brasileiros de diferentes origens, vivências, idades, classes sociais, cores e identidades de gênero. A ideia é mostrar a pluralidade da comunidade a todos, especialmente aos que pouco a conhecem. "O que queremos mostrar é que a cultura judaica, como outras, é plural dentro de si mesma", explica o diretor-geral do museu, Felipe Arruda. Essa é uma das facetas do novo espaço, idealizado há 20 anos. O MUJ fica anexo à sinagoga Bet-El, na Rua Avanhandava.

A abertura contará com quatro exposições. Entre elas, um acervo histórico de relíquias doadas por famílias e instituições judaicas ao longo de décadas - como o Diário de Lore, escrito por uma menina de 13 anos durante o nazismo e obras de arte contemporânea relacionadas ao tema "palavra", incluindo as de autoria de Arthur Bispo do Rosário e Arnaldo Antunes.

##RECOMENDA##

O museu está na antiga sinagoga Beth-El, de 1928, restaurada com as características originais e que ganhou um anexo de arquitetura contemporânea, envidraçado e com vista para a Avenida 9 de Julho. Embora sede de um antigo templo religioso, o MUJ não receberá cultos e manterá uma programação sociocultural diversa.

RITUAIS E VALORES

"É um museu que apresenta a cultura judaica, seus rituais, festas, valores, crenças", descreve Arruda. "Me convidaram justamente querendo que o museu atinja para além da comunidade judaica", justifica ele, que não é judeu. A proposta é cruzar a história desse povo com a colonização brasileira. As exposições temporárias são A Vida Judaica, sobre costumes e ritos, e Judeus no Brasil: Histórias Trançadas, que aborda os diferentes períodos migratórios para pontos distintos do País, desde a colonização. "Tem capítulos que o público em geral não conhece tanto, como a presença de judeus na Amazônia", destaca Arruda. "E mostra a resistência dos judeus para manter as suas crenças e costumes."

O holocausto é abordado em uma seção específica. Entre os itens expostos está o citado Diário de Lore, cujas 28 páginas foram escritas em francês e alemão por uma menina na Bélgica ocupada por nazistas, de 1941 a 1942. "Remete um pouco ao Diário de Anne Frank, de uma menina relatando como amigos foram desaparecendo, até ela própria deixar de escrever (por ser enviada a um campo de concentração)", comenta o diretor.

O período atual também terá seu espaço. "Tem uma peça, por exemplo, que fala sobre o judaísmo em dez questões, o que inclui contemporâneas, como o casamento homossexual e mulheres rabinas. Questões do nosso tempo que atravessam essa cultura", exemplifica. Há também referências a obras de artistas judeus, como Deborah Colker e Noemi Jaffe, por exemplo.

O acervo é composto por doações reunidas a partir dos anos 1970 (então por professores ligados à USP), e cujos números (1 milhão de páginas de documentos e 100 mil fotos, por exemplo) continuam crescendo mês a mês. Entre as peças, há o relógio escondido na sola do sapato durante o nazismo por um sobrevivente de campo de concentração radicado no Brasil. "As histórias por trás desses objetos são valiosas, também do ponto de vista afetivo", diz Arruda.

Há, ainda, as mostras temporárias Inquisição e Cristãos-novos no Brasil: 300 Anos de Resistência, sobre os cristãos-novos (judeus obrigados a se converterem ao cristianismo) chegados a terras brasileiras séculos atrás, e Da Letra à Palavra, que explora a relação entre a arte e a palavra, com obras de 32 artistas brasileiros contemporâneos.

NÃO JUDEUS

Esta última propõe atividades "entrelaçadas" com a cultura judaica, mas sem uma relação direta e reúne autores também não judeus. "É um projeto mais amplo. A palavra, o texto, é um elemento fundante na cultura judaica. Nos rituais de iniciação (como o bar mitzvá), a capacidade de ler um texto é visto como um dos elementos que tornam a pessoa adulta", cita o diretor.

No geral, as exposições reunirão recursos em diferentes formatos - objetos, vídeos interativos, reproduções sonoras -, incluindo acessibilidade em libras, audiodescrição e Braille. Para 2022, o museu prepara novidades, como a transferência integral do acervo para o local. A programação também deve se expandir, com um festival de cinema de humor judaico e uma festa literária".

Mais adiante, a expansão também chegará a um edifício vizinho, na Rua Avanhandava, cujo auditório foi comprado pelo museu e precisa ainda passar por reformas. A ideia é que receba futuramente palestras, shows, cursos e outras atividades.

O museu inclui ainda uma cafeteria, uma loja e uma biblioteca com temática judaica. O ingresso tem o valor sugerido de R$ 20, mas a bilheteria digital fornece desde entradas gratuitas até no valor de R$ 80. Há também a possibilidade de agendamento de visitas guiadas, incluindo teatralizadas e para escolas.

A confirmação de dois casos da variante Ômicron do coronavírus em São Paulo e a suspeita de um terceiro fizeram com que o governador João Doria (PSDB) solicitasse novo parecer técnico ao Comitê Científico do Estado sobre a liberação do uso de máscaras faciais em locais abertos. A flexibilização da medida estava prevista para entrar em vigor no próximo dia 11.

"O nosso parâmetro sempre foi o cenário epidemiológico em São Paulo. E, por isso, precisamos saber o impacto da nova variante com a flexibilização do uso de máscaras em espaços abertos", afirmou Doria. A expectativa é de que o novo estudo esteja pronto ainda na próxima semana. "É necessário ter cautela e avaliar esse novo elemento. O nosso compromisso é com a saúde da população."

##RECOMENDA##

Apesar da recomendação do Estado para a flexibilização, a decisão de liberar ou não o uso de máscara cabe, em última instância, às prefeituras. No interior de São Paulo, pelo menos 13 municípios já sinalizaram que pretendem manter a obrigação da proteção facial após o dia 11.

Além dos dois casos confirmados e outro suspeito em São Paulo, uma quarta paciente também foi diagnosticada com covid-19 em Belo Horizonte, após ter chegado de uma viagem ao Congo. Ela não estava vacinada contra o vírus e foi mantida em isolamento na capital mineira. O Distrito Federal também investiga um caso de um homem vindo da África do Sul.

Angélica está completando 48 anos, nesta terça-feira (30). Depois de receber uma homenagem de Xuxa Meneghel, a apresentadora foi surpreendida por Luciano Huck. Nas redes sociais, o comunicador postou uma foto com a esposa para exaltar o novo ciclo dela.

"Quero falar dela, fazer um post sobre ela, celebrar ela, me declarar a ela. Afinal, é tão difícil encontrar neste mundo tão complexo alguém tão legal, tão normal, tão especial. Angélica é tudo e mais um pouco. Sua resiliência é tão poderosa que supera até o tempo, ele passa e a ela só faz bem. Te amo. Feliz aniversário. O dia é seu, mas estar a seu lado é um presente diário", escreveu ele.

##RECOMENDA##

A publicação de Luciano Huck reuniu comentários de famosos como Astrid Fontenelle, Rafael Zulu, Didi Wagner, Gabriela Pugliesi, Caroline Trentini, Daniella Cicarelli e Dani Suzuki, além de mensagens carinhosas dos fãs do casal.

Veja:

[@#video#@]

Joaquim Lopes emocionou os seguidores do Instagram, na manhã desta terça-feira (30), ao fazer um desabafo sobre a internação de uma das gêmeas. Na postagem, Joaquim disse que a hospitalização de Pietra, nos últimos dias, não foi nada fácil. "No espaço de 10 dias ficou ainda mais claro (se é que era possível) que eu vivo pela minha família! Pelas minhas filhas e a minha mulher. Sem dúvida os 10 dias mais difíceis da minha vida até agora", iniciou ele.

"Percebi que a velocidade do tempo é absolutamente proporcional à o que estamos sentindo no momento. E que o desespero e a ansiedade geralmente fazem com que tudo passe devagar", completou. Ainda de acordo com o marido da cantora Marcella Fogaça, a criança está lhe dando forças.

##RECOMENDA##

Ele disse: "A Pietra, nesse tempo, me ensinou a ter coragem. Me ensinou que eu nunca vou 'chegar no meu limite' seja lá do que for, 'porque o meu limite' hoje é um conceito elástico e flexível e definido pelo grau de necessidade dela, da Sophia e da Cella. . Assim como a minha capacidade de amar. Essa então realmente é infinita". Joaquim Lopes assegurou no relato que todos os filhos deveriam ser proibidos de ficarem doentes. Pietra foi internada após o diagnóstico de infecção urinária.

Veja o desabafo na íntegra:

[@#video#@]

Entre inúmeras dúvidas e especulações sobre a realização do Carnaval em Pernambuco, o Homem da Meia-Noite não vai sair pelas ruas de Olinda, pelo segundo ano consecutivo. De acordo com o presidente da agremiação, Luiz Adolpho, o avanço da pandemia da Covid-19 no Estado motivou a retirada presencial do calunga na festa de 2022.

No perfil oficial da agremiação, Adolpho publicou um vídeo explicando a decisão. "Chegamos à conclusão que seria uma decisão de alto risco à vida a realização do  nosso carnaval presencial. Portanto, pelo bem da vida e da vida de todos, resolvemos cancelar uma possível saída presencial da nossa agremiação em 2022", disse.

##RECOMENDA##

O presidente concluiu: "O gigante existe e resiste. Vamos seguir com projetos possíveis, que serão divulgados em breve. Viva à vida. Viva o nosso povo. Viva nossa cultura. Viva o Homem da Meia-Noite". Após a notícia ser divulgada, muitas pessoas que curtem o calunga concordaram com o anúncio. Prestes a completar 90 anos, o Homem da Meia-Noite iria homenagear em 2022 o frevo, com o tema 'Ferver - uma homenagem ao nosso frevo'.

[@#video#@]

Pabllo Vittar liberou nas plataformas digitais o resultado de sua parceria com Rennan da Penha. Intitulado 'Number One', o single da drag queen também ganhou um videoclipe com uma produção futurista. Entrevistada pela revista 'Quem', Pabllo contou que o seu novo trabalho vem do fruto de sua admiração por Rennan.

"Eu já era fã do trabalho dele e essa música vem brindar meus cinco anos de carreira e estará no projeto desses cinco anos", disse, detalhando o motivo do encontro profissional dos dois.

##RECOMENDA##

Sobre o projeto, a artista disparou: "É uma música muito diferente do que eu venho fazendo e chamei Rennan para somar mesmo, porque ele tem uma visão muito boa e tenho certeza de que foi tão desafiador para ele, quanto para mim, em termos de produção, porque ela é muito diferente. E ele é um fofo, superprofissional".

Confira ao clipe de Pabllo Vittar e Rennan da Penha:

A paraibana Juliette Freire, vencedora da 21ª edição do 'Big Brother Brasil', marcou presença no 'Lady Night'. Na noite dessa segunda-feira (29), a campeã do reality show abriu o coração sobre a sua vida antes e depois da fama. Entrevistada por Tatá Werneck, Juliette matou a curiosidade de muita se já havia recebido desculpas de algum ex-BBB.

Perguntada pela apresentadora sobre o assunto, a advogada contou que quatro pessoas se redimiram. Hesitando em revelar os nomes, ela acabou sendo vencida pela insistência de Tatá. De acordo com Juliette, lhe pediram desculpas Sarah, Viih Tube, Gil e Lumena. As justificativas chegaram até ela por meio de áudios e mensagens. Juliette deixou claro que aceitou os pedidos para seguir sua vida de forma mais leve.

##RECOMENDA##

Durante o bate-papo, Juliette falou sobre sua relação com Sarah. A ex-sister afirmou que não se tornaria amiga da loira: "Amiga, amiga não. Eu já tenho os meus amigos que me conhecem, me respeitam e acreditam em mim". Em um outro momento da entrevista, a voz do single 'Bença' também falou sobre como vem lidando com o estrelato.

Brincando ao dizer que queria apenas o dinheiro milionário do programa da Globo, Juliette não pensou em se tornar um fenômeno. "O máximo que eu cogitei era ser sub-celebridade, que ia fazer umas presenças VIPS e tals, adeus", declarou. "Fiquei famosa depois de 31 anos. Acho muito difícil eu me deslumbrar com fama e com dinheiro", completou.

O ator Bruno Montaleone, que atualmente pode ser visto em Verdades Secretas II, aumentou bastante a temperatura da internet. Nessa segunda-feira (29), o rapaz agitou os internautas ao surgir bem à vontade, com a divulgação de um semi nude. Cobrindo as partes íntimas com um chapéu, Bruno disse que estava desenferrujando dos ensaios fotográficos.

Após a postagem, ele passou a receber um monte de mensagens. Muitos seguidores não pensaram duas vezes quando o assunto foi comentar a beleza do jovem. "Deixa de ser lindo, macho. Perfeito", disse um dos internautas. Quem também passou pelos comentários foram os atores Rainer Cadete e Tatá Werneck.

##RECOMENDA##

Sem titubear, Tatá Werneck brincou na postagem: "Dá pra ver seu p*u saindo debaixo da cadeira". O registro compartilhado por Bruno Montaleone rendeu inúmeras curtidas.

Confira:

[@#video#@]

As incertezas sobre a celebração do Carnaval no ano que vem continuam gerando repercussão. Para que o assunto seja destrinchado com cautela, foi realizada a primeira reunião do comitê executivo entre as capitais nacionais. Na noite dessa segunda-feira (29), representantes do Recife, Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Belo Horizonte participaram de um encontro virtual, com intuito de solucionar os rumos dos festejos carnavalescos de 2022.

O debate pontuou as vivências ocasionadas pelo avanço das vacinas e também o combate à Covid-19, levando em conta aspectos para saber se existe possibilidade de executar as comemorações do Carnaval sob as recomendações dos órgãos sanitários. A reunião mostrou inúmeras realidades das cinco capitais como o número de leitos ocupados ou desativados, mortalidade, sazonalidade, entre outras dimensões da pandemia.

##RECOMENDA##

"Foi possível compartilhar informações e trocar experiências naquilo que cada cidade tem feito para avaliar a possibilidade de realizar carnaval ou não. É preciso projetar os indicadores e possíveis cenários. Mas, a palavra que balizará toda e qualquer decisão é cautela", disse o secretário de Planejamento, Gestão e Transformação Digital, Felipe Matos, representante da Prefeitura do Recife.

E completou: "De toda maneira, a gente ressalta que nesse momento é muito importante que todo mundo continue buscando a vacina, porque a cobertura vacinal, independente da decisão que seja tomada, é muito importante para que a gente consiga conter a pandemia".

A secretária de Saúde do Recife, Luciana Albuquerque, que esteve também no encontro on-line, ilustrou no contexto técnico o atual cenário da pandemia da Covid-19. Luciana mostrou um paralelo entre os países com aumento de casos, os que têm a nova variante detectada e também sobre como se comporta a Síndrome Respiratória Aguda Grave nas cinco regiões do Brasil.

"A cobertura vacinal da população acima de 12 anos é de 67% e nossos dados apontam que em janeiro podemos chegar a 90% da nossa população vacinada com duas doses. Vivemos hoje um momento de flexibilização das regras de convivência. Mas precisamos insistir que a vacinação é o caminho mais eficaz para conter a pandemia", explicou a gestora. Nas próximas semanas, outros encontros deverão acontecer para articular o futuro do Carnaval.

Grazi Massafera resolveu iniciar sua semana com o astral lá em cima. Na sua conta do Instagram, a loira deixou muita gente babando ao surgir exibindo a boa forma. A atriz causou o maior rebuliço na rede social ao compartilhar um clique de biquíni, durante uma sessão de fotos. Esbanjando sensualidade, a beldade escreveu: #TBT na segunda mesmo! Foi lindo, foi especial, foi divertido e vem coleção com essa energia astral!".

Assim que fez a divulgação do clique, Grazi passou a prender a atenção dos seguidores. Diversos internautas não perderam tempo e trataram rapidamente de exaltar a beleza da mãe de Sofia. "Na minha cabeça meu corpo é assim", brincou uma das pessoas. Grazi também recebeu o carinho de famosos como Ícaro Silva, Regiane Alves e Lavinia Vlasak.

##RECOMENDA##

Confira:

[@#video#@]

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando