Tópicos | educação

A Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE) disponibilizou, através da Gerência de Políticas Educacionais de Jovens, Adultos e Idosos (GEJAI), consulta pública sobre o Currículo de Pernambuco do Ensino Médio para a Educação de Jovens e Adultos destinada a toda sociedade civil. A proposta visa contribuir para o processo de construção do documento.

De acordo com a SEE, o currículo da EJA está disponível em uma plataforma para consulta. O acesso ao documento também permite sugerir "alterações para cada habilidade dos componentes curriculares" e "todos os componentes curriculares do Ensino Médio", salienta a secretaria.

##RECOMENDA##

“Esperamos, com essa consulta pública, que o Currículo de Pernambuco do Ensino Médio para a EJA assuma um caráter mais democrático e plural, e que assim se torne ainda mais ajustado às necessidades e aos objetivos dos estudantes jovens, adultos e idosos do nosso Estado”, afirmou, por meio da assessoria, a gerente Políticas Educacionais de Jovens, Adultos e Idosos, Danielle Bastos.

Após 15 de janeiro, período em que a consulta estará disponível, as contribuições serão analisadas e o documento passará por um processo de reelaboração para a construção da versão definitiva, que será enviada ao Conselho Estadual de Educação.

Segundo pesquisa encomendada pelo Serviço Social da Indústria (SESI) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), as mudanças implementadas no Novo Ensino Médio são avaliadas de forma positiva por 61% dos estudantes entrevistados. A proposta de ensino só será obrigatória em toda a rede pública no ano de 2022, contudo algumas escolas já experimentam o novo modelo.

O Novo Ensino Médio propõe oferecer aos estudantes uma capacitação por área de conhecimento que permitirá ao jovem optar por uma qualificação profissionalizante em paralelo com a conclusão da educação formal. Os chamados de "Itinerários formativos”, permitirão aos alunos a oportunidade de aprofundar seus conhecimentos na formação técnica ou em áreas como Linguagens, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática.

##RECOMENDA##

Para realização da pesquisa foram entrevistados mais de 1 mil estudantes pertencentes às escolas que já adotaram o novo modelo. De acordo com as descobertas, 73% dos estudantes entrevistados acreditam que essa modalidade tem o potencial de melhorar a qualificação profissional no Brasil, cerca de 77% estão muito satisfeitos com a nova experiência e 78% estão otimistas com o futuro profissional.

Em Pernambuco, o SESI desde de 2020 tem adotado o Novo Ensino Médio em 12 de suas unidades espalhadas pelo estado. Para o ano de 2022, a instituição pretende ampliar a oferta de qualificações aos estudantes para áreas como Programação de Jogos Digitais, Jogos Digitais, Mecânica, Desenvolvimento de Sistema, Informática para Internet, Eletromecânica.

Thaynara Andrade

Crianças da rede municipal de ensino de Belém participaram de uma programação especial em alusão ao Dia da Consciência Negra. A atividade foi organizada pela Faculdade UNINASSAU Belém, por meio do curso de Pedagogia, dentro da Escola Municipal de Educação Infantil "Direito de Ser Criança". O público presenciou contação de histórias de valorização da diversidade nas relações humanas.  

O evento faz parte das atividades de extensão da unidade Quintino Bocaiúva. Foi mediada pela professora Milene Vasconcelos Leal, docente da disciplina "Relações Étnico Raciais", que também já lecionou no Colégio Municipal assistido no projeto. Acadêmicos de diversos semestres estiveram presentes.  

##RECOMENDA##

De acordo com o coordenador do curso de Pedagogia da UNINASSAU Belém, Igor Belo, essa foi uma ação integrada, visando construir uma sociedade mais igualitária, justa e sem preconceitos. "Foi desenvolvido um planejamento, com elaboração e execução desse dia em alusão ao Dia da Consciência Negra, no qual alunos do curso de Pedagogia fizeram contação de histórias que trata da valorização da diversidade nas relações humanas, buscando construir uma sociedade com menos discriminação racial", disse o gestor.  

Os acadêmicos também ficaram responsáveis pelo ensaio e produção de painel, histórias, músicas e brindes para as crianças. "Para os discentes, foi um momento de engajamento social, planejamento e ação, uma preparação para o exercício da docência na prática. E, para as crianças, foi um momento de aprendizado, debate e interação, pois elas se posicionaram também sobre o tema abordado, trazendo à tona a questão do racismo, visando romper com práticas de discriminação", finalizou o coordenador.

Por Rayanne Bulhões.

O Ministério da Educação (MEC) lançou nesta quinta-feira (02), por meio da Secretaria da Educação Básica (SEB), o Programa EJA Integrada, que objetiva o aumento de vagas e cursos profissionalizantes integrados à Educação de Jovens e Adultos (EJA), de modo a fomentar a qualificação profissional desses estudantes.

A iniciativa faz parte da Meta 10 do Plano Nacional de Educação (PNE), que visa oferecer no mínimo 25% das matrículas do EJA, tanto no Ensino Fundamental quanto no Ensino Médio, integradas à alguma formação profissionalizante. Dessa forma a ideia é ampliar as competências dos estudantes frente ao mercado de trabalho, a partir de uma dupla formação.

##RECOMENDA##

O programa incentivará a articulação entre as redes de educação municipal e estadual, para a elaboração de projetos de cursos que integrem as duas formações e ainda ofereçam capacitações alinhadas às demandas do mercado. De acordo com o MEC, a iniciativa já conta com a participação da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, que estima o engajamento de  41 instituições e 23 escolas técnicas. 

Por Thaynara Andrade

Com o apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED) e das Secretarias de Educação dos Estados e do Distrito Federal, o Programa Jovem Senador 2022 está com as inscrições abertas. Nesta edição, os estudantes serão selecionados a partir da avaliação de uma redação com o tema “200 anos de Independência: lições da história para a construção do amanhã”.

Os interessados deverão entregar a redação pronta na escola que estiver matriculado até o dia 18 de março. Serão selecionados 27 estudantes de cada estado brasileiro, acompanhados dos seus respectivos professores orientadores que irão os acompanhar na Semana de Vivências Legislativas, realizada entre 27 de junho até o dia 1 de julho de 2022, em Brasília, no Distrito Federal.

##RECOMENDA##

Podem se inscrever no concurso estudantes do Ensino Médio de escolas públicas de todo o Brasil, que estejam matriculados em alguma destas modalidades de ensino: regular, profissional técnico integrado, especial, indígena ou Educação de Jovens, Adultos e Idosos (EJA). De forma excepcional será aceita a participação de estudantes que tenham concluído a formação em 2021, incluindo casos em que o ano letivo se estendeu até o início de 2022. 

O programa Jovem Senador tem o objetivo de fomentar a reflexão dos jovens estudantes brasileiros enquanto a política, democracia e ao exercício da cidadania. Nesse sentido, proporciona o conhecimento acerca da estrutura e do funcionamento do Poder Legislativo brasileiro e estimula o relacionamento permanente do jovem cidadão com o Senado Federal.

Por Thaynara Andrade

*Por Thaynara Andrade

Nesta quarta-feira (1º), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, institui o Programa Investe Escola Pernambuco, iniciativa que busca facilitar o repasse de recursos financeiros para as redes públicas de ensino. Segundo o governo do estado, serão ofertados R$ 250 milhões por ano para que os gestores possam aplicar em melhorias nas condições físicas e pedagógicas das unidades.

##RECOMENDA##

O programa tem a pretensão de desburocratizar e agilizar a distribuição de incentivos financeiros às mais de 1.055 escolas presentes no estado. Assim, os recursos irão chegar de forma direta às unidades, de forma que será concedida aos gestores uma maior autonomia para direcioná-los segundo os problemas identificados no dia a dia, além de permitir que sejam levadas em consideração as demandas dos professores e alunos pertencentes à respectiva unidade.

Estes repasses poderão ser utilizados para o investimento em projetos pedagógicos, atividades educacionais, avaliação de aprendizagem, manutenção, conservação e reparos na infraestrutura física da escola, aquisição de material de consumo e permanente, custas cartorárias, entre outras despesas.

O montante a ser disponibilizado será calculado com base no número de estudantes matriculados na instituição de ensino. Foram criadas faixas limitadoras por quantitativo de estudantes, começando em R$ 40 mil e chegando a R$ 400 mil.

São vedadas segundo o Governo de Pernambuco, a utilização do recursos para as seguintes finalidades: implementação de ações que já sejam financiadas pela Secretaria de Educação; pagamento a servidor ou agente público da ativa por serviços prestados; tarifas bancárias e tributos; despesas de manutenção predial como aluguel, água, luz e esgoto; gastos com festividades, comemorações e recepções; e pagamento de auxílio assistencial ou individual.

*Por Thaynara Andrade

Foi divulgado o resultado do Estudo Regional Comparativo e Explicativo (Erce), que é conduzido pelo Laboratório Latino-americano de Avaliação da Qualidade da Educação (LLECE), ligado à OREALC. No Brasil, a responsabilidade de planejamento e aplicação do estudo fica a cargo do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

##RECOMENDA##

Segundo o levantamento realizado em 2019, o Brasil avançou na aprendizagem do 4º e 7º ano do ensino fundamental. O comparativo revela que em relação ao último estudo realizado em 2013, o País teve melhorias em todas as áreas analisadas (leitura, escrita, matemática e ciências naturais).

Ainda de acordo com a pesquisa, as pontuações brasileiras estão acima da média alcançada pelos 16 países da América Latina e Caribe que foram examinados no estudo. Ao todo, 8.871 estudantes brasileiros participaram das avaliações, destes 4.552 cursaram o 4º ano e 4.349 o 7º ano do fundamental. Em ambas as séries, os resultados de proficiência foram melhores que a média das regiões analisadas.

O Erce 2019 também aponta que, no Brasil, os aspectos que levam aos melhores resultados de aprendizagem são o acesso à educação pré-escolar, os dias de estudo semanais, o envolvimento parental e as expectativas dos pais, além do maior nível socioeconômico das famílias. Em contraponto, de acordo com o estudo, os aspectos limitadores para a aprendizagem são a repetência e as faltas escolares.

O padre Marcelo Fernandes de Aquino, reitor da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), rejeitou, na última segunda-feira (29), a honraria Cavaleiro da Ordem de Rio Branco, concedida pelo Itamaraty. Apesar de lisonjeado, o educador compartilhou, em carta ao Ministério das Relações Exteriores, que "respeitosamente" recusa a condecoração por se opor à gestão de Jair Bolsonaro (sem partido) diante da educação do país e de outras áreas. 

A indicação à medalha foi publicada no Diário Oficial da União na última sexta-feira (26), e o documento de recusa foi enviado a Brasília ontem. A instituição tradicional fica localizada em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul. Na publicação do DOU, Aquino é destacado como sacerdote católico e membro da congregação Companhia de Jesus. 

##RECOMENDA##

“Fiquei agradavelmente surpreendido pela admissão de meu nome no quadro suplementar dos cidadãos a serem agraciados com a honrosa insígnia do grau de Cavaleiro da Ordem de Rio Branco”, escreveu Aquino, afirmando reconhecer a “legitimidade e importância dessa prestigiosa honraria da República”. 

Mas concluiu comunicando a rejeição, “em virtude da atual incapacidade do Governo Federal de dar rumo correto para as políticas públicas para as áreas de Educação, Saúde, Meio Ambiente, Ciência e Tecnologia”. 

A Ordem de Rio Branco é uma insígnia que o Presidente da República atribui a pessoas físicas, jurídicas, corporações militares ou instituições civis, nacionais ou estrangeiras, pelos serviços ou méritos excepcionais. A honraria é uma homenagem ao Patrono da Diplomacia Brasileira, o Barão do Rio Branco, e consta de cinco graus: Grã-Cruz, Grande Oficial, Comendador, Oficial e Cavaleiro, além de uma Medalha anexa à Ordem. 

A Universidade de Cambridge, na Inglaterra, inaugurou um busto de bronze em homenagem a Paulo Freire, considerado o patrono da educação brasileira. Sendo assim, a universidade inglesa se tornou a primeira instituição fora do Brasil a instalar uma escultura do educador brasileiro.

"Um gigante do pensamento educacional, cujas ideias estão sob ataque do governo do país", declarou a Universidade de Cambridge. A instituição reforça que a "Pedagogia do Oprimido", uma das obras de Freire, tornou-se um modelo para reformas educacionais internacionais da década de 70 e ainda é um dos textos de ciências sociais mais citados no mundo.

##RECOMENDA##

No texto sobre a homenagem ao educador, a instituição inglesa aponta que as ideias de Paulo enfatizam o ensino do pensamento crítico nas escolas para que os cidadãos pudessem desafiar as formas não democráticas de poder.

No entanto, a Universidade de Cambridge lembra que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) prometeu purgar a filosofia freiriana do sistema educacional brasileiro.

"O busto de bronze com a imagem de Freire é um presente do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e foi arrumado por um grupo de estudantes latino-americanos. É de uma série limitada encomendada para exibição em escolas administradas pelo MST como parte de uma iniciativa mais ampla para proteger o legado de Freire", pontua a instituição.

O Governo Federal publicou, nesta sexta-feira (26), a Lei nº 14.251, de 2021, que permite que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) distribua todas as bolsas relativas aos programas de formação de professores para a educação básica até o fim do ano. O crédito liberado para os pagamentos foi de R$135 milhões.

Os recursos assegurados até dezembro são direcionados aos seguintes programas: Programas Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e de Residência Pedagógica, da Universidade Aberta do Brasil (UAB); Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor); e o Programa de Mestrado Profissional para Professores da Educação Básica (ProEB).

##RECOMENDA##

De acordo com Cláudia Queda de Toledo, presidente da CAPES, o sancionamento da lei trouxe tranquilidade para os bolsistas. “Para a CAPES, é o que faltava para que fechássemos 2021 honrando os compromissos com a formação de professores para a educação básica. Estamos empenhados na recomposição orçamentária para que, no ano de 2022, consigamos pagar tudo em dia e sem precisar de créditos adicionais”, destaca.

Com a aprovação da norma, o valor será somado aos R$43 milhões já disponibilizados pela Lei nº 14.241/2021, sancionada na última segunda-feira (22), para cobrir os valores de setembro do Pibid e do Residência Pedagógica, e de outubro da UAB.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Pernambuco (Sintepe) criticou o anúncio do secretário estadual de Educação e Esportes, Marcelo Barros, nesta quinta-feira (11). Na ocasião, Barros informou que, a partir de terça-feira (16), todas as escolas do Estado passam a funcionar com 100% da capacidade e sem distanciamento mínimo de um metro entre alunos nas salas de aula.

Em reação à decisão do Governo de Pernambuco, o sindicato afirmou, por meio de nota enviada ao LeiaJá, que a questão não foi discutida com a comunidade escolar. Além disso, o comunicado aponta que o secretário desconhece "a realidade das milhares de escolas públicas e privadas no estado de Pernambuco". 

##RECOMENDA##

"Hoje (11), os protocolos de segurança contra a Covid-19 nas salas de aulas de escolas estaduais, municipais, públicas e privadas. E o que torna o fato mais lamentável, sem o conhecimento do Sintepe, que participou ativamente e que é membro da comissão que construiu os protocolos de segurança que até hoje são vivenciados nas escolas da rede estadual de Pernambuco", diz trecho da nota.

A direção do Sintepe, por meio da assessoria, ressalta que as instituições de ensino são espaços de "grande aglomeração", devido à permanência estendida e quantidade de frequentadores. Logo, não seria possível garantir segurança sanitária suficiente para "liberar geral os protocolos enquanto a vacinação não atingiu, de forma segura com duas doses, a grande maioria da população". 

Confira a nota na íntegra:

Imprudência no retorno em massa

Sem discutir com a comunidade escolar e, ao que parece, sem conhecer a realidade das milhares de escolas públicas e privadas no Estado de Pernambuco, o Governo flexibilizou, hoje (11), os protocolos de segurança contra a covid-19 nas salas de aulas de escolas estaduais, municipais, públicas e privadas. E o que torna o fato mais lamentável, sem o conhecimento e o debate com a representação sindical dos/as trabalhadores/as em educação, o Sintepe

As escolas são espaços de grande aglomeração, por longa permanência e com multiplicidade de pessoas. Não é possível garantir, ainda, segurança sanitária suficiente para liberar geral os protocolos enquanto a vacinação não atingiu, de forma segura com duas doses, a grande maioria da população.

Avaliamos com temeridade um retorno em massa de estudantes para as escolas que  reúnem entre 400 e 1.500 adolescentes e jovens em um mesmo lugar. Além do transporte público e das salas cheias, este também é um recado político do governo de que agora é possível tudo.

Celebramos a redução drástica das mortes e do contágio pelo coronavírus, assim como acreditamos, desde o início da pandemia, à vacina como um caminho de segurança e de volta à normalidade. Portanto, somos contrários à liberação geral do limite nas salas de aula, sob o temor de que sejam as escolas os novos vetores de retorno do aumento de contágio da covid-19.

A DIREÇÃO DO SINTEPE

A Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE-PE) iniciou o processo de inscrições para o ano letivo de 2022. Ao todo, são ofertadas 187.588 vagas para a rede estadual de educação. Os interessados têm até o dia 24 de dezembro para fazer as candidaturas pelo site Matrícula Rápida. O anúncio foi realizado em coletiva de imprensa, nesta quarta-feira (10).

Das vagas ofertadas, 110.926 foram distribuídas entre alunos vindo da própria rede estadual e a rede municipal de ensino, outras 57.730 são destinadas a alunos novatos, oriundos da rede privada ou alunos vindos de outros estados. Desse montante divulgado, 23.516 são para o ensino fundamental e 34.214 no ensino médio.

##RECOMENDA##

Entre as oportunidades, 9.903 vagas são para o Recife, 15,329 na Região Metropolitana e 32.498 para o interior do estado, Zona da Mata, Agreste e Sertão. “Os alunos da rede estadual e da rede municipal não são novatos, eles migram automaticamente para rede de ensino médio, que é a rede estadual de ensino, e essas vagas já estão garantidas a esse público. Os alunos novatos são aqueles que migraram para nosso estado, ou aqueles que moravam a exemplo, em Petrolina e estão residindo em Recife, então esses são alunos novatos, como também os alunos da rede privada,” disse o secretário executivo de Educação do Estado, João Charamba.

O processo de inscrição por meio da internet é o primeiro passo, já a confirmação de matrícula será de forma presencial na escola escolhida, entre os dias 3 e 14 de janeiro. Caso não seja realizada a confirmação, a vaga será disponibilizada no site para outros interessados entre os dias 18 e 23 de janeiro.

Na oportunidade, o secretário executivo divulgou a disponibilidades de 300 pontos de acesso à internet para a população nas escolas da rede estadual, visando facilitar o processo de inscrições por público mais limitado à internet. Esses pontos de apoio nas escolas funcionarão de acordo com o expediente da instituição. Ainda segundo o secretário, o acesso à plataforma pode ser realizado de qualquer equipamento com acesso à internet.

“O site é muito autoexplicativo e bem simples, com uma interface amigável, basicamente é restrito a informações documentais, depois a informação da escola escolhida pelo aluno ou responsável”, explica o secretário executivo Marcelo Barros.

O Colégio de Aplicação (CAp), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), contabilizou o maior quantitativo de inscritos para a seleção, realizada por meio de sorteio, para ingresso de novos estudantes em 2022. De acordo com a instituição de ensino, foram recebidas 3.272 inscrições, sendo 2.942 para livre concorrência e 330 para reserva de vagas.

Para o próximo ano letivo foram disponibilizadas 56 vagas para o sexto ano do ensino fundamental. As candidaturas serão homologadas no dia 22 de novembro e o sorteio será realizado em 1º de dezembro, às 15h. 

##RECOMENDA##

“O grande quantitativo de inscrições revela o apreço da sociedade por essa instituição e o quanto acreditam no trabalho desenvolvido pelos profissionais desse colégio. O CAp, em seus 63 anos de prestação de serviços educacionais de qualidade, associa tradição e inovação na educação básica e na formação de professores”, afirma, por meio da assessoria, o diretor do colégio, professor Erinaldo Ferreira do Carmo.

*Por Samuel D'Paulla

O Programa de Nacional de Mestrado Profissional de Sociologia (ProfSocio) prorrogou as inscrições para o mestrado na área de Ciências Humanas e Sociais. Agora, os interessados podem se candidatar até o dia 21 de janeiro de 2022, por meio da internet.

##RECOMENDA##

Os interessados serão avaliados em três etapas: o envio da carta de intenções, a defesa virtual da carta de intenções e a arguição virtual de conhecimentos específicos.

O programa tem como área de concentração o Ensino de Sociologia em três linhas de pesquisa: “Educação, escola e sociedade”, “Juventude e questões contemporâneas” e “Praticas de ensino e conteúdos curriculares”. Para o curso, são oferecidas 137 vagas, distribuídas entres várias instituições. O mestrado terá duração de 24 meses, divididos em 450 horas aula distribuídas em seis matérias obrigatórias e duas optativas.

Confira, abaixo, quais são instituições participantes:

- Fundação Joaquim Nabuco (FUNDAJ)

- Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA)

- Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) – campus Marília

- Universidade Estadual de Londrina (UEL)

- Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) - campus Campina Grande

- Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) - Campus Sumé

- Universidade Federal do Ceará (UFC) Universidade Federal do Paraná (UFPR)

- Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF).

Para mais informações acesse o edital de abertura.

*Por Thaynara Andrade

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), divulgou nesta quarta-feira (4), mais de 1000 vagas para cursos gratuitos de curta duração. As oportunidades são para as  unidades do estado de Pernambuco, contemplando diversas áreas do conhecimento. As inscrições podem ser realizadas no próximo sábado (6), das 8h às 15h, nas respectivas escolas técnicas.

##RECOMENDA##

As unidades concedentes do curso são o Senai Areias, Santo Amaro, Jaboatão, Paulista, Cabo e Ipojuca, que estão com qualificações disponíveis para as áreas  de gestão, logística, construção civil, administração, tecnologia da informação, entre outras. A formação será realizada do dia 8 de novembro ao dia 29 de dezembro, de segunda a sábado, de forma presencial ou remota, a depender do curso.

Podem se inscrever pessoas de baixa renda, com idade superior a 16 anos e ensino fundamental completo. As matrículas serão realizadas por ordem de chegada e os candidatos devem apresentar as cópias dos seguintes documentos: RG, CPF, comprovante de escolaridade e comprovante de residência atualizado, além de autodeclaração de baixa renda, escrita de próprio punho.

Confira abaixo os cursos e  a quantidade de vagas disponíveis por escola técnica:

SENAI Areias

Almoxarife (manhã/tarde) – 60 vagas

Assistente de Logística (manhã/tarde) – 60 vagas

Assistente Administrativo (manhã/tarde) – 60 vagas

Montador e Reparador de Computador (manhã/tarde) – 60 vagas

SENAI Santo Amaro

Almoxarife (manhã) – 60 vagas

Assistente Administrativo (manhã) – 60 vagas

Assistente de Controle de Qualidade (manhã) – 60 vagas

Assistente de Logística (manhã) – 60 vagas

Técnicas em Execução de Alvenaria (manhã) – 60 vagas

SENAI Jaboatão

Assistente de Logística (manhã e tarde) – 120 vagas

SENAI Paulista

Assistente Administrativo (manhã/tarde) – 60 vagas

Assistente de Logística (manhã/tarde) – 60 vagas

Operador de Microcomputador – EAD (manhã/tarde) – 60 vagas

SENAI Cabo

Assistente Administrativo (manhã/tarde) – 60 vagas

Assistente de Logística (manhã/tarde) – 60 vagas

SENAI Ipojuca

Assistente Administrativo (manhã/tarde) – 60 vagas

Os recursos para o Ministério da Educação deverão ter aumento da ordem de 28% em 2022, em comparação a 2021, podendo chegar a R$ 134,7 bilhões. A informação foi dada nesta quinta-feira (3) pelo relator das emendas destinadas à Educação na Comissão Mista de Orçamento (CMO), senador Wellington Fagundes (PL-MT). Ele participou da segunda audiência pública da Subcomissão Temporária para Acompanhamento da Educação na Pandemia, que funciona no âmbito do Senado. Com esse aumento de verba, o parlamentar acredita que será possível a adoção de medidas para garantir um retorno seguro dos estudantes às escolas em todo o país, num cenário de pós-pandemia de coronavírus. 

Mas, além do reforço no Orçamento, Fagundes defendeu a discussão e a elaboração de medidas estratégicas pedagógicas eficientes tanto para a continuidade do ensino remoto quanto para aqueles que não se adaptaram às novas tecnologias educacionais. Ele considerou um avanço para o Brasil a sanção da Lei 14.187/2021, que autoriza estruturas industriais destinadas à fabricação de vacinas de uso veterinário a serem usadas na produção de imunizantes contra a covid-19. E ponderou que, além de ter ajudado o país a progredir na imunização dos brasileiros, também é fundamental o Congresso Nacional se empenhar sobre uma agenda que “desembarace a educação no país”. 

##RECOMENDA##

"Todo esse trabalho em favor da ciência é para abrir o mercado promissor que tem como cliente o Brasil, colocando no braço de cada brasileiro o imunizante “verde e amarelo”, nos deixando preparados para outras pandemias ou epidemias. E colocando de volta o aluno em sala de aula com total segurança. Renovo a minha disposição nessa verdadeira missão de guerra, falando para cada brasileiro que passou pelo medo de ter a vida ceifada ou pela tristeza de perder um ente querido", declarou. 

Investimento, não "despesa"

Presidente da subcomissão, que é vinculada à Comissão de Acompanhamento da Covid-19, o senador Flávio Arns (Podemos-PR) falou da expectativa em torno dos investimentos no setor e reforçou que a ideia é reunir a contribuição do máximo de colaboradores e gestores, de modo a minimizar os efeitos da pandemia sobre a realidade da educação nas diversas regiões do país. Ao adiantar que a próxima audiência pública do colegiado está agendada para a as 10h da segunda-feira, dia 8, Flávio Arns disse que tem a intenção de tornar o debate permanente e, o acompanhamento dessas ações, continuado ao longo de 2022. 

A senadora Zenaide Maia (Pros-RN) afirmou que, sem educação, não há democracia, desenvolvimento e nem ciência e tecnologia. Na visão da parlamentar, é inadmissível que o poder público continue considerando educação uma mera "despesa", ao invés de vê-la como investimento, já que a área é a “mola do crescimento nacional”. Ela criticou a Emenda Constitucional 95, que congelou investimentos públicos em áreas como saúde, educação e ciência social por 20 anos, bem como a MP 795/2017, que resultou na Lei 13.586/2017, e dá incentivos fiscais para empresas petrolíferas. 

"Não está faltando dinheiro, mas estão destinando o retorno de impostos que seriam da educação para encher os bolsos de quem já têm muito. E aqui estamos fazendo o que existe de mais importante: dar conhecimento à população, porque tem de onde tirar os recursos. O abismo é cada vez maior entre os mais ricos e os mais pobres deste país e a gente não pode perder a capacidade de se indignar. É preciso investir em educação, ciência e tecnologia, que o resto vem naturalmente. E isso é uma decisão política", afirmou. 

Desafios acentuados

Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Heleno Manoel Gomes Araújo Filho disse que o órgão está entre os mais interessados no retorno das aulas presenciais. Segundo ele, questões como defasagem na aprendizagem, má formação dos profissionais do ensino e falta de estrutura nas escolas existem desde antes da pandemia e somente foram reforçados durante a crise sanitária. Para o debatedor, não há respostas diretas ou específicas que resolvam os problemas da educação no país. Segundo Heleno, esse caminho passa por diálogos sociais e políticos que, conforme declarou, ainda não foram institucionalmente estabelecidos. 

Na opinião de Araújo Filho, embora discussões como as promovidas pelo Senado sejam um caminho, o mesmo não ocorre por meio do Poder Executivo. Ele disse que nenhum ministro do governo de Jair Bolsonaro respondeu a pedidos da CNTE para discussões sobre temas que tenham ligação direta com o assunto. 

"Isso se repete em muitos governos estaduais ou municipais, onde as decisões são tomadas por pequenos grupos, chamados de especialistas, mas desconsiderando o conhecimento da comunidade escolar, que são as pessoas que sabem a fundo as realidades e necessidades e podem contribuir com estratégias muito mais eficazes para reduzir esses problemas já levantados". 

Educação laica e inclusiva

Um trabalho conjunto com os professores brasileiros de modo a assegurar a garantia do direito a uma educação laica, pública, inclusiva e equitativa. Esse é um dos maiores desafios ao cenário da educação brasileira no próximo ano, na opinião do presidente da União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME), Manoel Humberto Gonzaga Lima. Conforme o debatedor, é necessário estabelecer uma consciência coletiva sobre os números da exclusão escolar impostos pela pandemia em 2020 e 2021 e tratar com atenção especial as escolas do campo, segundo ele, afetadas com maior força pela realidade da falta de tecnologias para aprendizagem. 

Lima elogiou as iniciativas do Senado no tocante às melhorias para a educação e mencionou, como exemplo, o empenho da Casa para a aprovação e a promulgação da emenda constitucional que tornou permanente o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Para o especialista, tem sido fundamental o trabalho dos parlamentares na elaboração da estratégia educacional para os próximos anos. 

Participação popular

A audiência pública teve a participação de internautas, que enviaram encaminhamentos, dúvidas e sugestões por meio do canal e-Cidadania. É o caso de Rafael dos Santos Torres, do Rio Grande do Sul, que defendeu a volta das aulas presenciais e embasou seu posicionamento no fato de ter percebido como a educação de uma irmã mais nova foi afetada pelo isolamento social obrigatório. Para Junia Alba Goncalves, de Minas Gerais, o ensino durante a pandemia revelou muitas fragilidades nas políticas públicas, uma delas, conforme descreveu, foi a falta de oferta de tecnologias aos alunos e professores. E Anna Christina Sebaio, também de Minas Gerais, escreveu que levar os alunos para a sala de aula tem sido um trabalho árduo. “Necessitamos despertá-los novamente para fazer parte da escola”, declarou.

*Da Agência Senado

 

A Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) está com editais abertos de seleção para cursos de mestrado em educação e em matemática. No total, são 33 vagas disponíveis, sendo distribuídas nos cursos, além de reservas para pessoas autodeclaradas negras, indígenas e quilombolas, e pessoas com deficiência. Cada certame tem edital e cronograma próprios, mas os aprovados poderão realizar as matrículas a partir de março de 2022.

O mestrado em educação possui duas linhas de pesquisa: política, história e gestão educacional, e práticas educativas e diversidade. São 19 vagas, e as inscrições podem ser feitas por meio do envio da documentação para o endereço eletrônico selecao.ppged@setor.ufcg.edu.br até o dia 23 de novembro. O processo seletivo será realizado em três etapas, sendo a primeira uma prova escrita. Os candidatos deverão ainda apresentar o projeto de pesquisa, e também serão submetidos a uma entrevista. A lista de aprovados será divulgada a partir do dia 10 de março.

##RECOMENDA##

Já a pós-graduação em matemática dispõe de 14 oportunidades, e os candidatos podem se inscrever por meio do sistema eletrônico de informações (SEI) (https://pra.ufcg.edu.br/sei-ufcg.html) até o dia 29 de novembro. As linhas de pesquisa são nas áreas de concentração de álgebra, análise e geometria, e probabilidade e estatística. A seleção será feita conforme avaliação curricular, e os resultados estão previstos para serem divulgados no dia 23 de dezembro.

Por Thaynara Andrade

O Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas (Codai), unidade de ensino da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), estará com inscrições abertas de 3 a 19 de novembro para o ano letivo de 2022.1. Serão oferecidas 312 vagas distribuídas em formações de ensino médio, cursos técnicos de agropecuária integrados ao ensino médio e cursos técnicos subsequentes.

##RECOMENDA##

Para o ensino médio, há a disponibilidade de 60 vagas, ofertadas nos turnos da manhã ou da tarde, com duração de três anos. Os estudantes irão realizar a formação no Codai Centro, localizado na Avenida Doutor Francisco Corrêa, número 643 – Centro, São Lourenço da Mata (PE).

Já para o curso técnico de agropecuária integrado ao ensino médio, serão ofertadas 35 vagas, com aulas em tempo integral e duração de três anos. Os centros educativos utilizados serão o Codai Centro e o Codai Tiúma – PE-05, Km 25, nº 4.000, Tiúma, São Lourenço da Mata.

Há ainda a oferta de cursos técnicos subsequentes nas áreas de administração, agropecuária e alimentos, com 72 vagas para cada formação. Nessa modalidade a duração é de um ano e seis meses de aprendizagem.

Os interessados podem realizar as inscrições a partir do dia 3 de novembro. Confira o edital

Com informações de assessoria

O prefeito de Maceió, em Alagoas, JCH (PSB), anunciou, na última terça-feira (26), novo processo seletivo para a contratação de 576 profissionais temporários para atuação na Secretaria Municipal de Educação do município (Semed). Na ocasião, JCH antecipou algumas informações sobre o processo seletivo, no entanto, a divulgação do edital está prevista para sexta-feira (29).

O certame visa a contratação para os seguintes cargos: professor (artes, ciência, música, educação física, ensino religioso, língua portuguesa, matemática, inglês, geografia, Libras e de educação especial), auxiliar de sala, assistente social e psicólogo.

##RECOMENDA##

Além do novo processo seletivo, o prefeito de Maceió também divulgou a nomeação de 20 docentes aprovados no concurso, realizado em 2017. Diferente da nova seleção, estes profissionais serão contratados efetivamente. “Nós acabamos de assinar mais 20 novos professores, temos 250 professores convocados do último concurso e vamos lançar o edital do PSS para a contratação de 576 profissionais da educação”, disse na ocasião.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando