Esportes

| Geral

A lista dos atletas mais bem pagos do mundo, elaborada pela revista Forbes, teve um líder inédito neste ano: o lutador de MMA e estrela do UFC Conor McGregor superou Messi e Cristiano Ronaldo e chegou ao topo, com o total de US$ 180 milhões de dólares (R$ 940 milhões) arrecadados nos últimos 12 meses. No top 10, há apenas um brasileiro, Neymar, que aparece na sexta posição.

A pandemia afetou menos do que se poderia esperar. Apesar de alguns clubes terem diminuído os vencimentos de algumas de suas estrelas, os dez atletas mais bem pagos do mundo arrecadaram juntos 28% a mais em 2020 do que o top 10 de 2019. A Forbes considera o período entre 1º de maio de 2020 e 1º de maio de 2021 para o levantamento.

##RECOMENDA##

Segundo a Forbes, a maioria dos ganhos de McGregor veio da venda de sua participação majoritária na marca de uísque Proper No. 12 para a empresa Proximo Spirits por 150 milhões de dólares (R$ 796 milhões). McGregor só havia aparecido no ranking anteriormente no top 10 em 2018. Além da marca de bebidas, recentemente o lutador do UFC disse que pensava em comprar o Manchester United.

Neymar ficou na sexta posição, tendo recebido US$ 95 milhões (R$ 496 milhões), praticamente a mesma quantidade do ano anterior - dos quais a maior parte foi de seus vencimentos no PSG (US$ 76 milhões ou R$ 403 milhões), enquanto o resto veio de patrocínios. O jogador deve aparecer mais para cima no ranking do próximo ano, já que assinou novo contrato com o time francês no último sábado, 08.

Antes de Neymar, aparecem Messi (R$ 679 milhões), que teve parte de seus vencimentos reduzidos pelo Barcelona em meio à pandemia; Cristiano Ronaldo (R$ 627 milhões), Dak Prescott R$ 561,5 milhões, quarterback do Dallas Cowboys, da NFL, e LeBron James R$ 504 milhões, do basquete, outro que ganhou menos por conta da pandemia.

Confira o top 10 completo, com os valores convertidos em real:

Conor McGregor (MMA - UFC) - R$ 940 milhões

Lionel Messi (futebol - Barcelona) - R$ 679 milhões

Cristiano Ronaldo (futebol - Juventus) - R$ 627 milhões

Dak Prescott (futebol americano - Dallas Cowboys) - R$ 561,5 milhões

Lebron James (basquete - Los Angeles Lakers) - R$ 504 milhões

Neymar (futebol - PSG) - R$ 496 milhões

Roger Federer (tênis) - R$ 470 milhões

Lewis Hamilton (fórmula 1 - Mercedes) - R$ 428 milhões

Tom Brady (futebol americano - Tampa Bay Buccaneers) - R$ 397 milhões

Kevin Durant (basquete - Brooklyn Nets) - R$ 392 milhões

O lutador Anderson Silva anunciou que não voltará a competir no MMA (sigla em inglês para "Artes Marciais Mistas"). Em entrevista ao programa Ariel Helwani's MMA Show, o paulistano confirmou que não mais atuará na modalidade e que pretende migrar para o boxe ou jiu-jítsu profissionais.

Anderson Silva já tem na agenda luta de boxe marcada, por sinal. No dia 19 de junho, enfrentará o pugilista mexicano Julio Cesar Chávez Jr, em Guadalajara, no México. O evento terá transmissão por uma plataforma de streaming e deverá contar com Gusttavo Lima cantando o Hino Nacional. O lutador brasileiro revelou ter recebido diversos convites para seguir lutando no continente asiático, mas a quantidade de lutas tirou seu entusiasmo para continuar a carreira por lá.

##RECOMENDA##

"Logo após a luta contra Uriah Hall, eu fui para o vestiário e começaram a me ligar para lutar no Japão. Eu precisava descansar, mas todos os dias muitos eventos, especialmente no Japão e do resto da Ásia, me ligavam. Mas eu não vou mais lutar MMA, porque é duro treinar para o MMA, é difícil fazer um camp em alto nível, você se machuca muito. Agora eu só quero curtir. Não preciso provar mais nada para ninguém", disse Anderson Silva, que ainda comentou os fatos seguintes à sua derrota no octógono para o lutador jamaicano.

"Eu aceitei a luta contra Uriah Hall e algumas coisas aconteceram nos bastidores. Todo mundo sabe o que estava acontecendo, não preciso ficar falando. Não coloco mais pressão no meu corpo nem na minha mente, pensando em lutar novamente. Só tenho que agradecer a Deus por poder lutar e poder ajudar meu filho Gabriel a treinar", explicou.

Aos 46 anos, o ex-campeão peso médio pretende se especializar em mais artes marciais e, por isso, pretende lutar em algumas delas e ter mais propriedade para descrever e explicar determinados movimentos do esporte. Sobre o UFC e a maneira como saiu da competição, Anderson preferiu negar quaisquer rusgas.

"Eu me sinto feliz porque fiz o meu melhor e dei o meu coração pelo UFC. Eu me lembro de Lorenzo Fertitta me dizer uma vez que aquilo era uma família e era importante estar perto da família. E em todas as minhas lutas no UFC eu coloquei o meu coração nelas, porque eu sentia que era a minha família. Mas chegou a hora de mudar. Não tenho nada para falar do UFC", finalizou.

O Brasil será representado por sete boxeadores nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Três mulheres e quatro homens vão tentar manter o País no pódio pela terceira Olimpíada consecutiva, seguindo os passos de Adriana Araújo (bronze), Yamaguchi Falcão (bronze), Esquiva Falcão (prata) e Robson Conceição (ouro).

Os brasileiros classificados para a Olimpíada são: Graziele Jesus (até 51 kg), Jucielen Romeu (57 kg), Bia Ferreira (60 kg), Wanderson Oliveira (63 kg), Hebert Conceição (75 kg), Keno Marley (81 kg) e Abner Teixeira (91 kg). O Brasil ainda possui mais uma medalha de bronze, conquistada por Servilio de Oliveira nos Jogos do México, em 1968.

##RECOMENDA##

Por causa da pandemia, o torneio pré-olímpico que seria disputado em Buenos Aires, neste mês, foi cancelado em abril. Com isso, as 49 vagas que seriam disputadas para Tóquio em 13 categorias diferentes, foram entregues para os melhores colocados no ranking mundial entre os atletas do continente.

O principal destaque é Bia Ferreira, atual campeã mundial na categoria 60 kg. Com mais de 20 pódios em competições internacionais, Bia é a favorita para a conquista da medalha de ouro.

Jucielen Romeu foi prata nos Jogos Pan-Americanos, em 2019, em Lima, no Peru, enquanto Graziele Jesus ficou com o bronze em importante torneio na Bulgária no ano passado. No masculino, Hebert Conceição foi bronze no Mundial, enquanto Keno Marley foi campeão da Olimpíada da Juventude e prata no Pan de Lima.

Incentivado pela Lei Estadual de Incentivo ao Esporte,a Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco anunciou o projeto Time Aquáticos PE. Em parceria com a Companhia Pernambucana de Gás (Copergás) e apresentada pela Federação Aquática Pernambucana (FAP), a iniciativa tem como principal objetivo a viabilização da participação de atletas e técnicos de equipes pernambucanas das modalidades aquáticas - natação, maratona aquática e polo aquático - em competições nacionais.

Aprovado no valor de R$ 200 mil, o projeto Times Aquáticos PE terá duração de 12 meses e possui a expectativa de contemplar 250 atletas e 18 técnicos pernambucanos. A iniciativa prevê ainda a aquisição de passagens aéreas, hospedagens e uniformes de competições e passeio como sunga, óculos, touca, camisas, mochila e agasalho. 

##RECOMENDA##

A solenidade de apresentação do projeto contou com a presença do secretário executivo de Esportes, Diego Pérez; André Campos, presidente da Copergás, além de Marcelo Falcão, presidente da FAP, e as nadadoras Beatriz Bezerra e Gabriela Soriano, campeãs brasileiras de natação e maratonas aquáticas, respectivamente. 

"É um projeto essencial para todos os atletas. Muito importante esse incentivo, vai nos ajudar em viagens e com materiais, o que é um gasto muito grande para a gente. Me sinto mais tranquila para focar unicamente no meu treinamento. É um peso que sai das nossas costas", comemorou a campeã Sul-Americana Escolar e recordista do Campeonato Brasileiro de Natação, Beatriz Bezerra. 

Apoiador do projeto, o presidente da Copergás, André Campos, também festejou a oportunidade de auxiliar todos esses competidores. "É uma alegria muito grande fazer parte dessa iniciativa. Sou um entusiasta da área de esportes e estamos muito felizes. Temos ações também com o basquete e agora nas modalidades aquáticas. Saio convicto de que estamos tomando a decisão certa em auxiliar nesses projetos. É um incentivo nosso ao esporte pernambucano", falou. 

"Em um momento tão difícil, novamente recebemos esse apoio da Copergás, que vai oportunizar muitos atletas para não só participar das competições, como também ter todo um apoio de material,passagens e hospedagens. Isso dá uma tranquilidade muito grande para a comunidade das modalidades aquáticas, para que eles destinem o pensamento apenas para a parte técnica", complementou Diego Pérez.

Da assessoria

O estado de saúde de Enderson Moreira está melhorando. De acordo com informações divulgadas pela sua assessoria de imprensa, o treinador foi transferido para um quarto do hospital Mater Dei, em Belo Horizonte, depois de sofrer um enfarte no último sábado. Ele precisou passar na segunda-feira por um procedimento cirúrgico de cateterismo para desobstruir as artérias e passa bem.

O treinador, de 49 anos, estava em sua fazenda em Fortuna de Minas, no interior de Minas Gerais, quando passou mal e foi para um posto de saúde com dores no peito. Identificado o princípio de enfarte do miocárdio, foi transferido para um hospital de Sete Lagoas (MG) e, no domingo, redirecionado para Belo Horizonte.

##RECOMENDA##

Em abril, Enderson foi demitido do comando técnico do Fortaleza após eliminação nas semifinais da Copa do Nordeste. Ele está sem clube desde então. Na temporada 2020, o treinador também passou por Ceará, Cruzeiro e Goiás. No clube cearense, ficou pouco tempo e, depois de dez jogos, pediu demissão rumo à equipe celeste.

O início de trabalho coincidiu com a paralisação do futebol brasileiro devido à pandemia de covid-19. Quando retomado o calendário esportivo, Enderson comandou o time em 12 oportunidades e, com uma péssima sequência de resultados no início da Série B, acabou desligado.

Pelo Goiás, o treinador não conquistou os mesmos resultados positivos de outras passagens. Comandou dez jogos e não venceu nenhum. No Fortaleza, sua missão também era complicada. Chegou ao clube para substituir Marcelo Chamusca, mas ainda com a pressão pelo bom trabalho de Rogério Ceni (que havia deixado o time tricolor para conduzir o Flamengo). Terminou o Brasileirão na 16ª colocação, com o mesmo número de pontos do rebaixado Vasco. Com isso, o Fortaleza ficou fora das disputas internacionais em 2021.

O último trabalho em que conquistou bons resultados foi no América-MG. No clube, ficou por pouco menos de dois anos e conquistou a Série B do Campeonato Brasileiro de 2017.

Após a divulgação da notícia, o América-MG utilizou as redes sociais para desejar melhoras ao treinador. "O América Futebol Clube deseja melhoras ao técnico Enderson Moreira, que sofreu um infarto neste sábado. O Clube torce por uma breve recuperação", escreveu.

Assim como o Cruzeiro, que desejou uma boa recuperação ao treinador. "O Cruzeiro deseja uma pronta recuperação ao técnico Enderson Moreira, que está internado em um hospital de Sete Lagoas (MG), com suspeita de infarto. Que tudo fique bem, Enderson!".

A meia espanhol Andrés Iniesta comemorou o seu aniversário de 37 anos, nesta terça-feira (11), com um presente especial para sua carreira: a renovação de contrato com o Vissel Kobe, do Japão, onde joga desde 2018, quando deixou o Barcelona, por mais duas temporadas. "Andrés Iniesta renovou seu contrato com o Vissel Kobe até 2023", informou o clube em seu site e nas redes sociais.

"Vou continuar fazendo tudo para tornar o Vissel Kobe um clube mais forte", disse o jogador em um comunicado oficial divulgado pelo time japonês. "Estou determinado a contribuir o máximo possível para levar esta equipe a um nível mais alto", acrescentou.

##RECOMENDA##

"Me sinto em casa e estou muito contente por continuar liderando este projeto. O grande desafio é continuar a ajudar o clube a crescer e vou dar o melhor de mim para conseguir. Sinto a mesma confiança e motivação para continuar jogando. No dia em que não me sentir assim, seguirei outro caminho", finalizou Iniesta.

A estreia do espanhol no Vissel Kobe em julho de 2018 terminou com uma derrota em casa, mas depois disso ajudou a levar a equipe ao seu primeiro título da Supercopa do Japão em 2020.

Iniesta estava afastado do gramado por vários meses depois de sofrer uma ruptura no tendão da coxa direita em dezembro do ano passado. Após a cirurgia em Barcelona, voltou a treinar em abril antes de retornar aos jogos neste mês pelo Campeonato Japonês.

Considerado um dos meio-campistas mais talentosos de todos os tempos, Iniesta marcou o gol da vitória por 1 a 0 sobre a Holanda, que deu à Espanha o título da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, e foi um dos principais integrantes da seleção de seu país nas conquistas das edições de 2008 e 2021 da Eurocopa.

Além disso, pelo Barcelona, ganhou quatro vezes a Liga dos Campeões da Europa, além de nove títulos do Campeonato Espanhol, dois da Supercopa da Europa e três do Mundial de Clubes da Fifa. Deixou o clube da região da Catalunha como o jogador espanhol mais condecorado de todos os tempos, com mais de 30 troféus por time e país.

A sua decisão de assinar com o Vissel Kobe após 22 anos no Barcelona, 16 deles como titular, foi vista como uma vitória do futebol japonês, que lutava para atrair grandes nomes do futebol mundial. Pelo atual clube, Iniesta já disputou 77 jogos e marcou 16 gols.

Recentemente vieram à tona problemas familiares envolvendo Gabriel Medina e a mãe do atleta, Simone Medina, principalmente após o surfista oficializar a união com Yasmin Brunet. Agora, segundo informou o colunista Leo Dias, além de terem cortado relações, Medina ainda cortou a mesada que dava à mãe, no valor de 200 mil reais.

Uma fonte deu os seguintes detalhes:

##RECOMENDA##

- Ela finge ser essa pessoa super boa e, na verdade, é o oposto. Humilha todo mundo na frente de quem estiver. Inclusive, ela fez muito abuso psicológico e emocional com o próprio Gabriel e agora quer pegar o dinheiro dele por que acha que tem direito. Prefere ter dinheiro do que relacionamento com o próprio filho.

Felipe Medina, irmão de Gabriel, também não se dá bem com a mãe:

- Simone quis cortar o Gabriel e o Felipe da vida dela porque o Gabriel tirou a mesada enorme de 200 mil que dava para a mãe.

Ela ainda, supostamente, reclamava do valor dessa mesada que ganhava e gastava tudo em roupas e bolsas. Vale citar que, recentemente, Simone só cita em perfil de rede social que é mãe de Sophia - não mais de Felipe e Gabriel.

O Paris Saint-Germain abriu o placar com gol de Neymar, mas deixou o Rennes empatar e não saiu do 1 a 1, neste domingo, na casa do adversário, em jogo válido pela 36ª rodada do Campeonato Francês. Com o resultado, o time de Paris se complicou muito na briga pelo título.

Faltam apenas duas rodadas para o fim da disputa e o PSG está em segundo lugar, com 76 pontos, três a menos que o líder Lille, que tem 79 e venceu o Lens por 3 a 0 na sexta-feira.

##RECOMENDA##

Além de se distanciar do primeiro colocado, a equipe da capital criou o risco de perder a vice-liderança. Isso porque o terceiro colocado Mônaco venceu o Reims por 1 a 0 e chegou aos 74 pontos, apenas dois a menos. O Rennes está em sétimo lugar, com 55.

A véspera do embate entre PSG e Rennes foi marcada pelo anúncio da renovação de Neymar, que estendeu o contrato com o clube até 2025. A prorrogação da parceria foi celebrada aos 51 minutos, nos acréscimos do primeiro tempo, quando o atacante brasileiro converteu um pênalti que gerou muita reclamação após ser marcado com o auxílio do VAR.

A ida ao intervalo com 1 a 0 no placar para os visitante traduziu o que foi o primeiro tempo, dominado pelo Paris Saint-Germain. Já a segunda etapa preparou outro enredo. O Rennes voltou mais ligado, dedicado a disputar a quinta colocação do Francês, que garante vaga na Liga Conferência, nova competição da Uefa.

Motivado, o time da casa conseguiu um momento de pressão perto dos 20 minutos e soube aproveitar. Aos 25, Guirassy acertou um belo cabeceio para deixar tudo igual no placar. O PSG, que ainda contou com boas defesas do goleiro Keylor Navas, terminou o jogo com um jogador a menos, após expulsão de Kimpembe, aos 41 minutos.

O PSG volta a campo no próximo domingo, às 16 horas, para enfrentar o Reims no Parque dos Príncipes, em jogo válido pela penúltima rodada. O Rennes visita o Monaco no Louis II, também no domingo, no mesmo horário.

Neste domingo, dia 9, morreu o jornalista Fernando Caetano, de 50 anos de idade, na cidade de Marília, interior de São Paulo.

Conhecido por seu trabalho na Fox Sports e ESPN, a causa da morte do repórter ainda não está totalmente esclarecida, mas segundo informações do Jornal da Manhã de Marília, Fernando teria tido um infarto há duas semanas e precisou ser internado.

##RECOMENDA##

O velório do comunicador esportivo ocorrerá neste dia 9, mas com restrições ao número de pessoas por causa da pandemia. Nas redes sociais, diversos jornalistas e amigos lamentaram a morte do colega.

O mundo esportivo brasileiro amanheceu de luto e mais triste neste domingo (9) com a notícia da morte do carismático e sempre sorridente repórter Fernando Caetano, ex-ESPN e Fox Brasil. As causas da morte não foram divulgadas, mas o jornalista havia sofrido um infarto há 15 dias, estava em recuperação e possivelmente teve uma parada cardíaca na madrugada.

Natural de Marília, interior de São Paulo, o repórter trabalhou por anos na ESPN, depois mudou-se para a Fox Sports, da qual acabou saindo após reformulação do grupo Disney no fim do ano.

##RECOMENDA##

Formado pela PUC de São Paulo, Fernando Caetano iniciou a carreira na rádio Jovem Pan, antes de brilhar na televisão. Atualmente morava com os pais em sua cidade natal, onde desenvolvia novos projetos para retomar a carreira.

Fernando era o tipo de repórter que todo mundo gostava. Sempre com sorriso no rosto, demonstrando alto astral e esbanjando alegria, fazia do jornalismo algo fácil. De voz marcante, não tinha medo de perguntar. Suas entrevistas eram como se batesse um papo com amigos.

A morte ocorreu nesta madrugada e muitos amigos, familiares e jornalistas lamentaram a precoce perda. "Meu coração está despedaçado, tio. Obrigada por tanto. Te amo infinito", lamentou a sobrinha Nelize.

A irmã Simone foi quem deu a triste notícia pelas redes sociais. Diversos jornalistas fizeram questão de prestar uma última homenagem ao repórter e solidariedade à família. Clubes de futebol também lamentaram a perda.

"O Corinthians lamenta a morte do repórter Fernando Caetano, que nos últimos anos passou por FOX Sports e ESPN Brasil, dentre outros veículos. O clube se solidariza com a perda e deseja força aos parentes e amigos do jornalista", postou o clube.

A despedida a Fernando Caetano será entre 10 e 14 horas deste domingo, na sala 4 do Velório Municipal de Marília.

Em uma ação da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, 32 integrantes da torcida Jovem do Sport estão sendo conduzidos para a Delegacia de Boa Viagem. Após denúncia, bombeiros, BPChoque, Rocam e BPTran foram acionados.

Por volta das 16h deste sábado (8), os policiais chegaram ao local, um estabelecimento na Rua da Lama, bairro do Prado, e constataram a festa irregular, com equipamento de som, contrariado as determinações sanitárias em vigor.

##RECOMENDA##

Grande parte das pessoas estavam sem máscara de proteção. Na abordagem, foram encontrados 16 invólucros de droga, possivelmente cocaína, que será periciada pelo Instituto de Criminalística.

“Os organizadores informaram que era uma festa de reunião da chamada velha guarda dessa organização, com o objetivo de angariar recursos para sua manutenção”, explicou o 1º tenente Neilson Adrião, do BPChoque.

[@#video#@]

Mas ainda existe a torcida Jovem?

Por decisão judicial, tomada após trabalho do Grupo de Trabalho (GT) Futebol, que reúne segurança pública e órgãos de todos os poderes, três das maiores torcidas chamadas organizadas do Estado foram tornadas ilegais. Jovem (Sport), Inferno Coral (Santa Cruz) e Fanáutico.

Segundo a PM, a torcida Jovem, alvo da ação, agora está usando o nome fantasia “Lampiões”, como forma de driblar a lei.

O Sport Clube do Recife anunciou, na manhã desta sexta-feira (7), sua própria máquina de cartões de crédito e débito. Os dois modelos da "Fuzarkinha" vem em rubro-negro e amarelo, cores que compõem o escudo leonino.

[@#video#@]

##RECOMENDA##

Aos torcedores e donos de estabelecimentos que queiram facilitar as negociações com a clientela devem solicitar a maquininha através do e-mail fuzarkinha@sportrecife.com.br. A clube ainda não informou quando serão entregues os primeiros exemplares.

 

Faltam 78 dias para a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, adiados em um ano por causa da pandemia do novo coronavírus, mas o Japão segue convivendo com os riscos da contaminação pela Covid-19, que tem aumentado no país nas últimas semanas. Tanto é que, nesta sexta-feira, o primeiro ministro Yoshihide Suga anunciou que o estado de emergência, previsto para acabar na próxima terça, foi estendido até o final deste mês.

Estas medidas, menos restritivas que em confinamentos aplicados en outros lugares do mundo, estão em vigor desde o final de abril. Além da capital Tóquio, elas se estendem nas regiões de Osaka, Kioto e Hyogo e agora serão adotadas também nas regiões de Aichi (central) e Fukuoka (sudoeste).

##RECOMENDA##

"O número de novos casos está em um nível alto nas grandes cidades e os hospitais estão sob enorme pressão em Osaka e Hyogo", disse Suga nesta sexta-feira. "Nos baseando nesta situação, decidimos incluir Aichi e Fukuoka nas áreas do estado de emergência e estendê-lo até 31 de maio".

Programada para o próximo dia 17, a visita do alemão Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), a Tóquio não deverá ocorrer. De acordo com Seiko Hashimoto, chefe do Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio-2020, a situação no Japão não é favorável no momento.

"Acho que é muito importante que o presidente Bach examine a situação atual (antes da Olimpíada). No entanto, quando o estado de emergência for estendido, provavelmente será um fardo enorme para ele visitar durante esse período", afirmou Hashimoto durante a entrevista coletiva semanal do comitê, nesta sexta-feira.

Inicialmente, Bach deveria participar da etapa de Hiroshima do revezamento da tocha olímpica, no próximo dia 17, e se encontrar com o primeiro ministro no dia seguinte, cerca de dois meses antes da abertura da Olimpíada. A ideia era reafirmar com os organizadores a segurança do esquema montado em meio à pandemia. O Japão, porém, tem encarado um aumento das infecções desde abril.

A viagem programada para este mês deveria ser a primeira vez de Bach no Japão desde novembro do ano passado. Na época, o presidente do COI se encontrou com Suga e visitou o estádio Nacional, em Tóquio, o principal sede dos Jogos.

Depois de 13 meses de ausência em etapas da Copa do Mundo de Ginástica Rítmica por causa da pandemia do novo coronavírus, a seleção brasileira de conjunto volta a competir nesta sexta-feira (7) em Baku, no Azerbaijão. O evento é considerado um dos mais importantes nesta reta final de preparação em busca da vaga olímpica nos Jogos de Tóquio-2020.

Geovanna Santos da Silva, ginasta que vai estrear em competições pela seleção, chama atenção principalmente por causa da sua trajetória de superação. Ela é fruto de um projeto familiar. Nascida no norte do Espírito Santo, em Pinheiros, maior polo produtor de mamão do País, a ginasta de 18 anos chegou aonde chegou com muito esforço dos Silva.

##RECOMENDA##

Depois de a atleta conseguir aprovação num teste para ingresso no clube Ítalo-Brasileiro, em Vitória, o pai deixou um trabalho na extração de granito e, na capital capixaba, foi encontrar colocação na fabricação e montagem de aparelhos de academias de musculação. Hoje, Amarildo trabalha como pedreiro e entrega coco em quiosques das praias.

Já o irmão da atleta, João, também apaixonado por esportes, foi fazer Educação Física e se tornou árbitro de ginástica rítmica, com a intenção de ajudar a irmã e sua treinadora na montagem de séries.

"Acompanhava as competições da minha irmã e não entendia porque às vezes saíam umas notas baixas para séries super-bem preparadas. Aí resolvi fazer um curso de arbitragem para poder ajudar a Gigi (Gizela Batista), que era a técnica da Geovanna no individual, a preparar o trabalho. Como ela é muito aberta a essas contribuições, formamos um ótimo time", diz João, que se empolgou com a GR, a ponto de abrir o Centro de Treinamento Geovanna Santos, uma academia especificamente voltada para a prática do esporte.

Geovanna é toda agradecimentos. "É muito importante saber que posso contar sempre com a minha família. Eles largaram tudo para trás, mudaram-se para a capital para que eu pudesse realizar todos os meus sonhos. Minha família é a base de tudo, sempre pude contar muito com o apoio deles, principalmente do meu irmão, que é o meu maior incentivador. Ele contribui para o meu crescimento no esporte, dando várias dicas para eu melhorar, seja na parte corporal ou na artística, e isso é muito importante para mim."

Com talento de sobra, mas grana curta, Geovanna sempre soube que teria que se desdobrar para poder realizar seus sonhos. "Foram anos vendendo docinhos, rifas e livros de ouro para poder ir para campeonatos e treinamentos quando competia no individual. Quando recebi a notícia da convocação, fiquei muito feliz, chorei muito, por saber que tudo valeu a pena e continua valendo. Hoje sou ginasta da Seleção Brasileira e vou poder representar o meu País. Estamos perto de conquistar a vaga e de participar da Olimpíada, e isso é maravilhoso, só tenho que agradecer a todos que fazem e que fizeram parte desse processo."

Um dos maiores nomes do pugilismo nacional, Adilson Maguila Rodrigues recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid-19 nesta quinta-feira (6). Sempre de bom humor, o ex-peso pesado usou as redes sociais para expressar sua felicidade.

"Vacinado, seus oreia seca! Graças a Deus! Meu agradecimento especial vai também ao CT Anjos que presta todo o suporte para que eu possa viver com tranquilidade. É muito bom quando temos parceiros de verdade em nossa vida como o CT Anjos. Rumo à segunda dose!", escreveu Maguila, de 62 anos.

##RECOMENDA##

Maguila sofre de encefalopatia traumática crônica desde 2014. Com problemas motores e de memória, perdeu 40 kg e, com dificuldades para engolir, chegou a se alimentar por intermédio de sonda. Passava a maior parte do tempo deitado. Seu estado era terminal. Na foto publicada em seu post nas redes sociais, ao receber a vacina, Maguila mostrou estar bem forte.

Atualmente, Maguila fala bem, lembra parcialmente das coisas, se alimenta normalmente e ainda tem motivação para fazer as suas piadas tão comuns na época de boxeador. Ao mesmo tempo passa por algumas crises, normais por causa de sua doença, principalmente se deixa de tomar os remédios.

Maguila chegou ao segundo lugar do ranking do Conselho Mundial de Boxe em 1988 e por pouco não enfrentou o então campeão Mike Tyson. Em 1989, encarou Evander Holyfield e foi nocauteado no segundo assalto. No ano seguinte, perdeu também para George Foreman, mais uma vez no segundo assalto. De 1983 a 2000, venceu 77 lutas (61 nocautes), perdeu sete vezes e somou um empate.

[@#video#@]

O mar de Main Break voltou a subir nesta quinta-feira (6), o que permitiu o retorno das disputas da etapa de Margaret River, na Austrália, a quarta do Circuito Mundial de Surfe. E quem avançou para as quartas de final da competição foi o atual campeão mundial Italo Ferreira, que superou por 16,57 a 10,83 o também brasileiro Caio Ibelli.

Na próxima fase, o potiguar, número 2 do ranking mundial e que completa 27 anos nesta quinta-feira, medirá forças com outro membro da "Brazilian Storm" (Tempestade Brasileira). Seu rival será Filipe Toledo, que bateu Jadson Andre por 11,83 a 9,47, nas oitavas de final, em outra bateria só de surfistas brasileiros em Margaret River.

##RECOMENDA##

Além de comemorar a classificação, Italo Ferreira falou sobre a emoção de competir no dia do seu aniversário de 27 anos. "É meu aniversário. Estava empolgado e acordei bem cedo para vir treinar antes da minha bateria. Gostei muito das ondas e estou muito feliz de estar aqui. Quando tem onda é mais fácil. Você pega mais ondas, troca suas pontuações e o show fica melhor. Agora só faltam mais 3 para acabar", afirmou.

Quem ficou pelo caminho foi Gabriel Medina. Líder do ranking e vindo de três finais seguidas na temporada, o brasileiro cometeu muitos erros na bateria contra o havaiano Seth Moniz. Precisando de apenas uma nota 3,84 para virar, quando perdia por 9,84 a 9,53, acabou não conseguindo uma onda nos minutos finais e deu adeus à competição com a nona colocação. A derrota precoce deixa o caminho livre para Italo Ferreira retomar a liderança se vencer a etapa.

O sexto brasileiro nas oitavas de final, Peterson Crisanto, foi superado pelo bicampeão mundial John John Florence, que triunfou por 13,50 a 8,97. O havaiano vai enfrentar o americano Griffin Colapinto nas quartas de final.

Quem também segue na briga na quarta etapa do Circuito Mundial é Tatiana Weston-Webb. A brasileira, número 3 do ranking feminino, derrotou a bicampeã mundial Tyler Wright por 16,23 a 14,17 e vai pegar nas semifinais a australiana Stephanie Gilmore, heptacampeã da liga.

Lutador, empresário e produtor de conteúdo, o incansável Fabrício Werdum encara nesta quinta-feira um desafio novo em sua longeva carreira no MMA. O ex-campeão peso pesado (até 120 kg) do UFC estreia como uma das estrelas da Professional Fighters League (PFL), organização que dá ao vencedor de cada categoria o prêmio de US$ 1 milhão (cerca de R$ 5,3 milhões, na cotação atual). Seu adversário será o compatriota Renan "Problema" Ferreira, em Atlantic City, nos Estados Unidos, onde acontece a bolha da organização.

Werdum, de 43 anos, terminou sua passagem no UFC no ano passado após 14 anos. Meses depois, ele foi confirmado na PFL, novo evento de MMA com um formato diferente, inspirado nas grandes ligas esportivas dos Estados Unidos. Os lutadores avançam rumo ao cinturão a cada vitória, independentemente de popularidade. Ao final da temporada regular, os quatro melhores classificados de cada categoria vão aos playoffs e se enfrentam por uma vaga na grande final.

##RECOMENDA##

Com um cartel de 24 vitórias, nove derrotas e um empate, Werdum fez sua última aparição no octógono em julho de 2020, quando finalizou Alexander Gustafsson no primeiro round, e agora diz estar pronto para ser um dos protagonistas da PFL. Em entrevista ao Estadão, o brasileiro aponta o que espera no evento, fala sobre a preparação para a luta, incluindo os protocolos contra a covid-19, diz que se sente jovem, garante que não guarda mágoas do UFC e prevê que ainda possa lutar mais um ano antes de se aposentar.

Você passou 14 anos no UFC e agora encara um novo desafio, bastante diferente em relação ao que já viveu, com um novo formato e premiação milionária. Qual a expectativa para o evento?

A expectativa é sempre de vencer. Estou me preparando para isso há bastante tempo e estou pronto para vencer essa primeira luta. Continuarei treinando para ganhar esse campeonato e levar o prêmio de um milhão de dólares para casa.

Como está Fabrício Werdum hoje, aos 43 anos, fisicamente, mentalmente e em todos os aspectos?

Me sinto com 28 anos, para não falar menos, ao mesmo tempo em que estou mais maduro. Sigo com muita vontade de vencer e levar mais esse prêmio para casa.

Ao contrário de outros lutadores da PFL, você é apontado como embaixador do evento e capaz de mudar o patamar da organização. Como lida com isso?

Acho muito legal isso, é bom saber que posso contribuir para o evento dessa forma. Quando assinei o contrato fui considerado o Tom Brady do MMA, pelo Peter Murray, CEO da organização. Isso me deixa feliz. Não gosto de ficar falando sobre meus títulos (campeão de grappling, campeão da ADCC e campeão dos pesados do UFC), fica feio ficar repetindo isso. Mas ouvir que sou a maior estrela do PFL só me motiva a continuar treinando mais e mostrar que aos 43 anos eu estou muito bem para lutar no evento.

Como tem sido a preparação para a luta nos EUA? E quais são os protocolos contra a covid-19 que tem seguido antes do evento? Sente-se seguro?

Já estou há dois meses nos Estados Unidos treinando com a minha equipe, com o mestre Rafael Cordeiro e o Cobrinha, enquanto faço a preparação mental com Eric Faro. Contratei também o Tarântula para o meu time, um mexicano que é um do mais altos do país, e treino com ele pelo tamanho. O Renan é 15 centímetros mais alto que eu e o Tarântula é 17 centímetros (ele tem 2,10 metros) e tem ajudado na preparação. Sobre os protocolos, só tenho elogios à PFL. Estamos em uma bolha desde semana passada em um hotel aqui em Atlantic City. Temos um espaço só para os atletas, com testes periódicos, academia exclusiva e de primeira para nós, área para tomar sol, além de comida. Semana passada teve a estreia da temporada e eles desmontaram tudo para poder limpar, tiraram a lona e colocaram outra. Realmente é de primeira.

Qual sua avaliação do Renan, seu adversário?

Não conhecia o Renan, não acompanhei a carreira dele e não o conheço pessoalmente ainda, mas sei que é um lutador alto, que usa bastante a distância e tem um boxe muito bom.

Ficou mágoa do UFC com relação à sua saída? Considera que houve injustiça?

Acho que tiveram muitos altos e baixos, mas foram muito mais alegrias do que brigas ou problemas. Não guardo nada contra o UFC. O UFC só me ajudou, me levantou na hora certa. Fiquei 14 anos com eles, fui campeão duas vezes. Fico muito feliz com minha passagem pela organização e agradeço muito a eles por todo esse tempo em que estive lá.

Aos 43 anos, você mostra que ainda tem lenha para queimar, mas já pensa em aposentadoria? Quando pretende deixar os ringues?

Estou falando há quatro anos para a Karine, minha esposa, que vou parar e nunca paro. Quero terminar esse ano lutando, fazendo de quatro a seis lutas pela PFL e quem sabe ainda fique por mais um ano. Não sei, não tenho nada definido ainda. Gosto muito de lutar, amo o que faço, então parar é sempre muito difícil.

Você é lutador, empreendedor e produz conteúdo. Depois de parar de lutar, o seu canal no YouTube será uma prioridade? O que pensa mais em fazer com mais tempo livre?

Com toda certeza vou passar mais tempo com a minha mulher e minhas filhas. Por isso resolvi me dividir entre o Brasil e os Estados Unidos. Sinto muita falta delas, e quero poder aproveitar mais com a minha família. Escolhi o Brasil para a minhas filhas poderem conhecer a nossa cultura, conhecer o país dos pais delas. Elas cresceram nos Estados Unidos e acho importante elas estarem aí também. Além do meu canal do YouTube, que com certeza vou investir mais tempo também, tenho alguns negócios no Brasil e pretendo dar atenção a eles, me dedicar a isso. Hoje tenho uma boutique de carnes em Florianópolis, uma marca de roupas esportivas que chega ao mercado no começo de maio, uma franquia de churrasco na parrilla e pretendo ter outros negócios em breve também.

Saul Canelo Alvarez fez uma previsão para a luta deste sábado diante do BJ Saunders: vitória no terceiro round. Esta atitude do boxeador mexicano foi motivada após os dois "times" se encontrarem no hall do hotel. Aconteceram xingamentos e ameaças dos dois lados.

Canelo também aproveitou para revelar que pretende se aposentar aos 37 anos, ou seja, daqui a sete anos. Como faz duas, três lutas por ano, os fãs do pugilista ainda vão vê-lo em ação por várias vezes.

##RECOMENDA##

A programação Canelo x BJ Saunders terá transmissão a partir das 21 horas (de Brasília) de sábado pelo canal de streaming DAZN. Com o duelo principal previsto para ter o primeiro gongo à meia noite.

Canelo, de 30 anos, é o campeão pelo Conselho Mundial de Boxe (CMB) e Associação Mundial de Boxe (AMB). Soma 55 vitórias (37 nocautes), uma derrota e dois empates. Saunders, de 31 anos, dono do título da Organização Mundial de Boxe (OMB), está invicto depois de 30 combates, com 14 nocautes.

O vencedor de Canelo x Saunders deverá enfrentar no final deste ano o americano Caleb Plant, campeão pela Federação Internacional de Boxe (FIB), quando haverá a unificação dos principais títulos da categoria dos supermédios.

A segunda vaga na final da Liga dos Campeões será decidida entre Real Madrid e Chelsea às 16 horas (de Brasília) desta quarta-feira, no estádio Stamford Bridge, na Inglaterra. Enquanto o time londrino tem o fator casa e o momento favorável como vantagem, a equipe espanhola apostará no faro de gol de Benzema e no futebol dos brasileiros, principalmente de Vinicius Junior e Casemiro.

O vitorioso deste confronto vai encarar na final o Manchester City, de Pep Guardiola, que eliminou o Paris Saint-Germain, de Neymar e Mbappé, na terça-feira. A grande decisão está marcada para o dia 29 deste mês, em Istambul, na Turquia.

##RECOMENDA##

Campeão em 2012, o Chelsea busca voltar à final da principal competição de clubes da Europa. Para tanto, tem a vantagem de jogar por um empate sem gols em seu estádio porque marcou gol fora no jogo de ida, que terminou empatado por 1 a 1. Além disso, o time londrino fez exibição acima do esperado em Madri, na semana passada, surpreendendo o Real.

O momento de ascensão do Chelsea tem relação direta com a chegada do técnico Thomas Tuchel ao time nesta temporada. O substituto do ídolo Frank Lampard começou sua trajetória com uma série invicta de 14 jogos e levou a equipe a brigar pelas primeiras posições do Campeonato Inglês.

Se despachar o Real, o treinador disputará sua segunda final consecutiva da Liga dos Campeões - ele comandava o Paris Saint-Germain na derrota para o Bayern de Munique na última decisão. "É uma semifinal, com muita pressão. Confiar 100% em nosso potencial é necessário. Não podemos enfrentar o Real Madrid de outra forma. Aprendemos em Madri que temos todo o direito de estarmos na semifinal e que, portanto, não temos de ter medo de enfrentar uma das maiores equipes do mundo", projeta Tuchel.

Para o duelo decisivo desta quarta, o treinador espera contar com Antonio Rüdiger para formar trio de zagueiros com Andreas Christensen e com o brasileiro Thiago Silva. Rüdiger sofreu uma pancada no rosto na ida e deixou o gramado mais cedo. Nesta quarta, deve jogar com uma máscara de proteção. Já o volante croata Mateo Kovacic é baixa certa, como acontecera na semana passada.

Se o Chelsea aposta na vantagem da ida, o Real carrega o peso da camisa, da experiência de Zinedine Zidane e dos atacantes Benzema e Vinicius Junior, ambos em ótima forma. O francês é o artilheiro do time na competição, com seis gols, e na temporada, com 28. Vive sua melhor fase na equipe. O brasileiro, por sua vez, se tornou o jogador que costuma desequilibrar a partida com suas disparadas pelas pontas e bom posicionamento na área.

Com a dupla de ataque, Zidane espera chegar a sua quarta final de Liga dos Campeões como treinador do time espanhol. E, apesar das limitações da equipe atual, em comparação às formações anteriores, o técnico mostra confiança em seu elenco. "Tivemos dificuldades para chegar aqui, vencemos momentos difíceis nesta temporada, mas você tem que tirar o

chapéu para esta equipe que tem caráter e personalidade. Quando as coisas ficaram complicadas, eles estiveram sempre lá e demonstraram seu valor."

Irregular, principalmente no começo da temporada, o Real chegou a correr risco de ser eliminado na fase de grupos. O principal problema foram as lesões. Mas, aos poucos, Zidane foi encontrando soluções para cada baixa. Recorreu até a veteranos, como Marcelo, que vinha sendo opção distante no banco de reservas. O lateral brasileiro trabalhou como mesário nas eleições regionais na capital espanhola na véspera do jogo. Porém, deve ser reserva nesta quarta.

A maior novidade da equipe é o retorno do zagueiro e capitão Sergio Ramos, desfalque por um mês devido a uma lesão muscular. Ele deve formar a zaga com o brasileiro Éder Militão. O meio-campo, um dos melhores do mundo, deve ter Modric, Casemiro, Kroos e Hazard. "Não é um milagre, viemos até aqui por causa do nosso trabalho e por acreditar no que fazemos. Não há milagres no futebol. Vamos colocar todo o nosso potencial em campo", promete Zidane.

Após ser eliminado do BBB 21 na noite desse domingo (2), o pernambucano Gilberto foi convidado pelo Sport Club do Recife a conhecer a Ilha do Retiro. 

O convite foi realizado no Twitter, em resposta à publicação do perfil do participante , quando anunciou sua saída da casa.

##RECOMENDA##

“Um rubro-negro e Pernambucano arretado! Parabéns por tudo que fez no programa, Gil. Te esperamos na Ilha do Retiro”, respondeu o perfil oficial do Sport na postagem.

O convite foi prontamente aceito pelos administradores do perfil de Gil.

“Ele foi simplesmente ele no programa. O rubro-negro que vai ficar doido quando for na Ilha do Retiro, ansiosos demais por esse momento”

Dentro do programa Gil do Vigor já tinha demonstrado sua torcida pelo Sport, já tendo até cantado o tradicional “cazá cazá” junto com a paraibana Juliette.

[@#video#@]

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando