Cultura

| Cinema

Disputa em Hollywood! Brad Pitt foi anunciado para um novo filme sobre Fórmula 1, e o mundo do cinema estremeceu. Ao que parece, a produção também terá a participação de Lewis Hamilton - ainda não se sabe como será a contribuição do piloto.

Segundo o The Hollywood Reporter, a disputa entre os estúdios está rolando para ver quem ficará com o filme. Paramount, MGM, Sony e Universal, além de serviços de streaming como Netflix, Apple TV+ e Amazon Prime Video estão na briga. E não para por aí! A Disney, que normalmente não se envolve em disputas como essa, também está no meio.

##RECOMENDA##

Ainda não se sabe muito sobre o longa, a trama é desconhecida e o início das gravações não foi divulgado, mas com o nome de Pitt e Hamilton, estúdios e todos do mundo do cinema já se interessaram pela produção.

A direção é de Joseph Kosinski com produção de Jerry Bruckheimer.

A Netflix lançou, nesta sexta-feira (3), a parte final da quinta temporada do seriado La Casa de Papel e ao mesmo tempo em que animou os fãs, os deixou abalados, por marcar o fim do desenrolar do assalto ao Banco Central da Espanha.

A série chegou ao fim, mas a Netflix já anunciou um spin off focado no personagem Berlim e uma versão coreana do seriado, com o ator Park Hae-Soo, conhecido por interpretar o jogador 2018 em Round 6. Ambas as produções chegam apenas em 2023 na plataforma de streaming.

##RECOMENDA##

Nas redes sociais, após o lançamento, rapidamente La Casa de Papel chegou aos assuntos do momento com direito a memes e muito drama por ser a temporada final.

Confira:

[@#podcast#@]

 

O ator Wigor Oliveira Lima, 28 anos de idade, foi preso em flagrante na última quarta-feira, dia 1, por tráfico de drogas - e, segundo informações do programa Balanço Geral, da TV Record, ele fez o papel do cantor Luciano, quando ainda era criança, no filme Dois Filhos de Francisco.

E de acordo com a Polícia Civil de Goiás, o jovem vendias drogas sintéticas pela internet e também em festas na cidade de Goiânia.

##RECOMENDA##

Na apreensão, foram encontrados com Wigor, quase três mil comprimidos de ecstasy, cogumelos e maconha, entre outras drogas, além de materiais necessários para o preparo da droga para comercialização e outras substâncias químicas usadas no preparo de drogas sintéticas.

A polícia, por sua vez, está tentando identificar e responsabilizar os fornecedores de Lima - o rapaz ficará à disposição do Poder Judiciário.

O ator norte-americano Alec Baldwin afirmou que não puxou o gatilho da arma que levou à morte acidental da diretora de fotografia Halyna Hutchins no set do filme "Rust".

Baldwin fez o comentário em uma entrevista à emissora "ABC News", a primeira concedida pelo ator após a tragédia. A reportagem completa será transmitida nesta quinta-feira (2).

##RECOMENDA##

"O gatilho não foi puxado. Eu nunca apontaria a arma para uma pessoa e puxaria o gatilho, nunca", disse o ator de 63 anos.

Em outro trecho da entrevista divulgado pela emissora, Baldwin comentou que não sabe como o projétil foi parar no set de filmagem. Ele ainda citou que "alguém colocou uma bala de verdade na arma".

O incidente nas gravações de "Rust" aconteceu no dia 21 de outubro, no Novo México. Na ocasião, Baldwin disparou acidentalmente uma arma que estava carregada com munição real durante um ensaio.

Além de ter custado a vida de Hutchins, o incidente feriu o cineasta do longa-metragem Joel Souza, de 48 anos. Ele chegou a ser hospitalizado, mas já recebeu alta médica. 

Da Ansa

Com a estreia se aproximando, The Witcher segue lançando teasers e trailers para animar os fãs. Nessa terça-feira (30), um vídeo intitulado “A última bruxa: Yennefer e Geralt” trouxe cenas inéditas.

Rapidamente The Witcher foi parar nos assuntos do momento nas redes sociais e seguiu até a manhã desta quarta (1º), com direito a muitos elogios ao protagonista Henry Cavill, que interpreta Geralt de Rivia.

##RECOMENDA##

A série chega a plataforma de streaming Netflix no dia 17 de dezembro com sua segunda temporada, mas antes de lançar, já tem a terceira confirmada e em produção para 2022.

Há confirmações ainda de alguns spin-offs saindo do forno para os fãs, como “The Witcher: Blood Origin”, que contará a história do início do universo da série.

Confira o teaser lançado com cenas inéditas da segunda temporada:

[@#podcast#@]

Na última terça-feira (30), a HBO Max divulgou o primeiro trailer de And Just Like That, o revival de Sex and The City. O reboot estreia no catálogo da HBO Max dia 9 de dezembro.

A trama vai girar em torno das três personagens da atração original dos anos 1990 - Carrie, Miranda e Charlotte - e mostrará as mudanças nas vidas das protagonistas desde então. No trailer, alguns spoilers já são entregues de bandeja para os telespectadores, como o casamento feliz de Carrie, a personagem não-binária de Sara Ramirez, a Dr. Callie Torres de Grey's Anatomy, e a participação de Willie Garson, que morreu em setembro deste ano.

##RECOMENDA##

[@#video#@]

 

Na noite da última terça-feira (30), a Netflix surpreendeu os fãs de La Casa de Papel ao anunciar uma série derivada da produção - totalmente focada em Berlim.

Nas redes sociais, a plataforma de streaming publicou vídeo com o personagem de Pedro Alonso, e escreveu: "Por essa vocês não esperavam, né? Em 2023 vocês já têm compromisso marcado com um dos personagens mais charmosos de La Casa de Papel... Vem aí, minha nova série, Berlim".

##RECOMENDA##

Os cinco últimos episódios que finalizarão a série estreiam na próxima sexta-feira (3).

[@#video#@]

Recheado de vilões originais dos quadrinhos, o lançamento do novo filme do Homem-Aranha formou uma corrida por ingressos em todo o mundo e acabou em confusão no shopping de Cuernavaca, no México. A briga tomou conta do local quando alguns fãs teriam tentado furar fila.

A estreia de "Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa" está agendada para o dia 15 de dezembro, mas a procura por ingressos já mobiliza o público da Marvel, que foi até a entrada do cinema após a queda do servidor de vendas online no México.

##RECOMENDA##

De acordo com o jornal mexicano Diario de Morelos, a briga ocorreu na segunda (29), quando um grupo de jovens tentou furar a fila de espera para a bilheteria.

Insatisfeitos com o desrespeito com as dezenas de pessoas que aguardavam a compra, os envolvidos trocaram socos, empurrões e um deles chegou a pisar na cabeça de outro que estava no chão.

A briga durou alguns minutos e eles foram separados antes que a confusão se tornasse mais grave.  

[@#video#@]

A profissional encarregada das armas no set do filme "Rust" disse à polícia que antes do disparo ela "não verificou muito bem" a arma com a qual o ator Alec Baldwin feriu fatalmente a diretora de fotografia da produção.

Hannah Gutierrez-Reed, armeira do faroeste de baixo orçamento, foi questionada por investigadores que tentavam entender como balas reais foram introduzidas no set no Novo México, onde o filme produzido por Baldwin era gravado.

##RECOMENDA##

Em 21 de outubro, a diretora de fotografia Halyna Hutchins morreu após ser baleada por Baldwin, que estava ensaiando uma cena em que deveria atirar em direção à câmera.

De acordo com um depoimento divulgado nesta terça-feira (30), Gutierrez-Reed afirmou à polícia que carregou a Colt .45 com cinco balas falsas antes de parar para almoçar.

Depois do almoço, o revólver foi retirado de um cofre e Gutierrez-Reed acrescentou outra bala antes de entregá-lo a outro membro da equipe. Logo depois, escutou um tiro no set.

A armeira reconheceu que "não verificou muito bem" a arma porque ela havia permanecido guardada durante o almoço. “Estávamos com a arma o tempo todo antes disso, e não estava lá, e eles nem deveriam puxar o martelo” da arma, explicou.

A polícia apreendeu mais de 500 balas no local de filmagens, algumas falsas e outras que suspeitam serem reais.

Os investigadores compartilharam nesta terça novos detalhes sobre a possível origem das balas de verdade. A munição usada pela produção vinha de várias fontes, incluindo Seth Kenney, um fornecedor de armas no estado do Arizona.

Kenney disse à polícia que pode ter entregue "munição recarregada" para o set de "Rust", um termo que se refere a balas que são montadas a partir de suas partes componentes, em vez de balas reais fabricadas em massa.

Thell Reed, pai de Gutierrez-Reed e um armeiro veterano, contou que deu munição “não feita de fábrica” a Kenney durante um filme em que trabalharam juntos anteriormente, e que a mesma não foi devolvida.

Os promotores do caso não descartam acusações criminais contra nenhuma das pessoas envolvidas na tragédia de "Rust", incluindo Baldwin e Gutierrez-Reed, que já respondem a pelo menos dois processos civis.

A plataforma de streaming conhecida como Reserva Imovision lançou uma promoção para todos aqueles que desejam assinar o plano anual. Anteriormente o valor correspondia a R$ 245 mas agora, em virtude da temporada de Black Friday, o custo passou a ser R$ 122,50. A promoção estava em vigor até o final de novembro, mas a plataforma decidiu estendê-la até esta quarta-feira (1°).

Justamente por uma questão de acessibilidade, a empresa passou a implantar o novo sistema de pagamento, via PIX. Para aqueles que desejarem assinar o plano anual desta forma, é necessário solicitar a chave por meio do e-mail: contato@reservaimovision.com.br. Além disso, também é possível realizar a transação por meio de boleto bancário ou cartão de crédito.

##RECOMENDA##

Reserva Imovision é uma plataforma que estreou em maio deste ano no Brasil e seu acervo é especializado em produções independentes da América Latina. Em grande parte, os filmes também já estiveram presentes em grandes festivais de cinema, como “Félicité” (2017), vencedor do Grande Prêmio de Júri no Festival de Berlim, e “Entre os Muros da Escola” (2008), vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes.

 

 

Em entrevista ao portal Esquire, Keanu Reeves disse que o trabalho que vem sendo feito pela Marvel Studios tem bastante qualidade, seja por conta dos diretores visionários ou pela produção sem precedentes, e por conta disso, o ator cogitou a possibilidade de um dia participar do universo compartilhado da indústria. Por isso, o LeiaJá preparou ou uma lista com cinco personagens que cairiam como uma luva para Keanu Reeves interpretar. Confira:

Gambit

##RECOMENDA##

Gambit é um dos personagens secundários mais amados no universo dos X-Men. Além de possuir um alto nível técnico de luta corpo a corpo, o personagem também tem uma personalidade misteriosa, e muito disso poderia ser entregue, caso Keanu interpretasse o personagem. Além disso, a caracterização física de Gambit combina muito bem com o visual de Keanu, seja por conta do cabelo "escorrido", ou pela barba que o ator passou a usar com frequência nos últimos anos. Fora a questão individual, também existem os fatores em relação ao universo dos X-Men, que precisa ser reestabelecido nos cinemas, e um nome de peso como Keanu pode gerar repercussão neste sentido.

Doutor Destino

O maior vilão do Quarteto Fantástico já teve duas versões nas telonas, no início dos anos 2000 com Julian McMahon e em 2015,  com Toby Kebbell. Já está confirmada uma nova produção para o grupo de super heróis, e caso o Doutor Destino apareça novamente, Keanu Reeves pode ser o nome certo para isso. O ator já mostrou que pode dar muitas nuances em suas atuações, e desta vez, dar vida a Victor Von Doom seria mais um desafio na carreira, já que suas interpretações costumam ser em geral sobre personagens de boa índole, indo completamente na contramão, já que o Doutor Destino tem como principal característica o egoísmo e o domínio de minorias.

Namor

O príncipe submarino do universo Marvel ainda não foi apresentado nos cinemas, ainda que alguns fãs tenham conseguido captar algumas referências sobre o personagem no decorrer nos filmes. Com o recém sucesso de Aquaman (Jason Momoa) nas telonas, a Marvel não deve demorar muito para apresentar o seu Príncipe de Atlântida, e ninguém melhor para colocar em um posto desses que Keanu Reeves. Talento para isso ele tem de sobra.

Nova

A mitologia envolvendo a tropa dos policiais espaciais “Nova” foi inserida nos cinemas em “Guardiões da Galáxia” (2014), mas ainda não foi apresentado o personagem central, Richard Rider. Nova é um dos heróis mais poderosos do universo Marvel, e dentre seus poderes mais reconhecidos estão velocidade, força e manipulação cósmica. Ao que parece, a Marvel vem apresentando diversos elementos espaciais em seus filmes, e Nova pode ser peça fundamental nesta nova etapa das obras baseadas em quadrinhos. Keanu Reeves costuma ser protagonista em papéis grandes e, caso interprete Nova, os fãs não ficariam decepcionados.

Galactus

O vilão galáctico é conhecido por ser um dos maiores antagonistas do universo da Marvel, e por conta disso, Keanu seria uma ótima opção para emprestar sua voz rouca e autêntica ao personagem. Por diversas vezes em sua carreira, o ator apresentou interpretações sombrias de personagens que claramente eram um perigo, assim como na saga “John Wick”. Portanto, Keanu poderia dar uma nova faceta ao vilão que foi apresentado pela primeira vez em “Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado” (2007), mas desta vez com uma versão mais fiel, com uma voz imponente que transparece todo o poder de uma entidade espacial.

 

 

As pré-vendas dos ingressos para “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” foram abertas na última segunda-feira (29), nas principais redes de cinema do Brasil, mas, devido à alta demanda, muitos fãs relataram problemas de instabilidade nos sites ao tentarem realizar as compras.

O problema foi relatado por diversos usuários da web, que não só desabafaram sobre o ocorrido, como também fizeram piadas com a situação. Alguns casos se aproveitaram do subtítulo “Sem Volta para Casa” e fizeram a paródia “Sem Ingresso na Casa” ou “Longe do Ingresso”.

##RECOMENDA##

Também surgiram montagem dos ingressos em decomposição, como se o vilão Thanos houvesse utilizado as jóias do infinito.

Apesar das piadas, muitos fãs se mostraram revoltados por não conseguirem finalizar a aquisição do ingresso. O processo se mostrou um verdadeiro desafio em todas as etapas de compra, que vão desde a escolha dos acentos, tipo de entrada e realização do pagamento.

Por conta da situação, não demorou muito para alguns sites começarem a comercializar supostos ingressos a preços expressivos, como por exemplo, uma oferta que surgiu no eBay por US$25 mil (R$141,14 mil).

Acredita-se que a razão desta demanda acontece devido a alta expectativa que gira em torno do filme, onde muitos fãs especulam por possíveis participações especiais do ator Tobey Maguire que viveu o personagem na trilogia de 2002 a 2007 e, do ator Andrew Garfield, que interpretou o super-herói na duologia de 2012 e 2014.

“Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” chega aos cinemas em 17 de dezembro de 2021.

Peças que marcaram a história do cinema, como os nunchakus de Bruce Lee e o terno que John Travolta usou ao interpretar Vincent Vega em "Pulp Fiction", serão leiloadas esta semana em Los Angeles.

Os itens, entre outros artefatos da cultura pop americana, fazem parte do leilão "Ícones e Ídolos: Hollywood", que será realizado entre quinta e sexta-feira pela casa especializada Julien's Auctions, em Beverly Hills.

##RECOMENDA##

A venda inclui peças de clássicos do cinema e da televisão como "Batman", "Duro de Matar", "De Volta para o Futuro", "Mulher Maravilha", "Senhor dos Anéis", "Laranja Mecânica", "Seinfeld", "Game of Thrones", “Harry Potter” e “007”.

Destacam-se na coleção o macacão amarelo com listras pretas vestido durante as filmagens de "Jogo da Morte" (1978) por um dos dublês do falecido astro Bruce Lee; a prancha de surfe que Patrick Swayze usou no filme "Caçadores de Emoções" (1991); a roupa de Arnold Schwarzenegger em "O Exterminador do Futuro 2" e o laço da verdade que a atriz Gal Gadot usou em "Mulher Maravilha".

São mais de 1.200 itens que remontam desde a época de ouro de Hollywood até produções contemporâneas. Além de roupas e objetos, serão leiloados roteiros, fotografias e bens pessoais de lendas do cinema como Marilyn Monroe, Doris Day e Jack Lemmon.

"Todos os anos, buscamos coisas que fazem as pessoas sonharem para oferecer em nosso leilão anual de 'Ícones e Ídolos: Hollywood’”, disse Darren Julien, presidente da Julien's Auctions, que anunciou um catálogo de itens colecionáveis ”altamente procurados por fãs e colecionadores do mundo inteiro".

Os herdeiros da grife italiana Gucci ameaçaram nesta segunda-feira (29) apresentar uma ação judicial contra o filme "Casa Gucci", do diretor Ridley Scott, que acusam de retratar membros da família como "hooligans".

O filme é baseado em um dos acontecimentos mais marcantes da década de 1990 na Itália, o assassinato de Maurizio Gucci (interpretado por Adam Driver), o herdeiro da casa de moda italiana, a mando de sua ex-esposa Patrizia Reggiani (Lady Gaga).

##RECOMENDA##

"A família Gucci reserva-se o direito de tomar qualquer iniciativa para proteger seu nome e imagem, assim como os de seus familiares", diz uma carta publicada pela agência de notícias italiana ANSA e assinada pelos herdeiros de Aldo Gucci (1905-1990), fundador da grife de luxo.

O texto afirma que os herdeiros de Gucci se sentiram particularmente ofendidos com a descrição de Patrizia Reggiani, "uma mulher condenada por ordenar o assassinato de Maurizio Gucci, [apresentada] como vítima".

Eles também lamentaram que Aldo Gucci e seus parentes foram retratados como "hooligans, ignorantes e insensíveis ao mundo a seu redor."

"Casa Gucci" é dirigido pelo cineasta britânico Ridley Scott, de 83 anos, que fez alguns dos filmes mais emblemáticos dos últimos 40 anos, como "Blade Runner", "Alien", "Gladiador" e "Thelma e Louise" .

Desde os anos 1990, a família Gucci não está mais envolvida com a marca de luxo, que agora é de propriedade do grupo francês Kering, fundado pelo bilionário François Pinault.

Em contagem regressiva para a estreia de “Homem-Aranha: Sem Volta para Casa”, a produtora dos filmes do cabeça de teia, Amy Pascal, revelou nesta segunda-feira (29) que a Sony já planeja uma nova trilogia do personagem com o ator Tom Holland e que estará completamente ligada ao Universo Cinematográfico Marvel (MCU).

O anúncio pegou muitos fãs de surpresa, já que muitos especulavam que “Sem Volta para Casa” seria a última participação de Tom Holland no MCU.

##RECOMENDA##

Além disso, em 2019, logo após a estreia de “Homem-Aranha: Longe de Casa”, houve um desentendimento entre a Sony e a Marvel, que por pouco não encerrou a parceria entre as empresas. Alguns dias depois, ambas vieram a público anunciar que o contrato havia sido renovado.

“Homem-Aranha: Sem Volta para Casa” estreia em 17 de dezembro nos cinemas e muitos fãs consideram este, o maior lançamento da Marvel após “Vingadores: Ultimato” (2019). Muitos também estão na expectativa de verem as possíveis participações de Tobey Maguire e Andrew Garfield que já viveram o cabeça de teia em longas-metragens passados.

O Brasil lidera, com 32 filmes, a fase competitiva da 42ª edição do Festival Internacional de Cinema de Havana, que se inicia na próxima sexta-feira e vai até 12 de dezembro.

Dos 163 filmes que serão exibidos, 102 vão concorrer no evento anual do cinema latino-americano, que nesta edição foi realizado em duas etapas devido à pandemia de Covid-19, informou seu presidente, Iván Giroud, à televisão local.

##RECOMENDA##

A primeira parte foi realizada em dezembro de 2020, com a exibição de filmes que não competiram, em cinemas com capacidade limitada a 50%, e a segunda parte foi marcada para março.

Porém, uma nova alta da doença adiou a segunda fase até agora, quando Cuba parece ter a pandemia sob controle com a queda sustentada de infecções e mortes e 82,1% de sua população de 11,2 milhões completamente vacinada.

“Ainda estava pendente toda a sessão do concurso com os jurados presentes, com os diretores dos filmes latino-americanos aqui”, disse Giroud. No entanto, as salas funcionarão “com 50% da capacidade por medida sanitária”, ressaltou.

De acordo com o site do Festival, 16 filmes disputam o Prêmio Coral de longa-metragem de ficção, a competição mais importante.

O Brasil lidera com cinco títulos: "Meu nome é Bagdá", "Pacificado", "Ana. Sem título" (coprodução com Argentina, México, Chile e Cuba), "Todos os mortos" (com França) e "Breve miragem de sol" (com França e Argentina).

Argentina e México participam com quatro filmes do gênero cada, enquanto o Chile apresenta dois e a Venezuela e a República Dominicana um cada.

Um total de 15 cinemas exibirão os filmes do Festival, o principal evento cultural anual de Cuba, com milhares de espectadores nas salas.

Embora uma reforma monetária, aplicada em janeiro, tenha causado um aumento do ingresso de 2 para 5 pesos, em Cuba ainda é muito barato ir ao cinema, já que o custo é de 0,21 dólares no câmbio oficial.

A entrega dos prêmios Coral será realizada em 10 de dezembro e os filmes vencedores terão novas exibições até o dia 12.

Um dos filmes mais esperados do ano é “Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa”. De acordo com a Sony, os ingressos para assistir a nova aventura do teioso já poderão ser adquiridos na próxima segunda-feira (29), a partir das 12h (horário de Brasília), seja nas plataformas digitais de compra, ou nas bilheterias presenciais. Segundo o próprio ator Tom Holland, este dia está sendo chamado de “Spider Monday”.

A expectativa para o longa-metragem é grande. Além do retorno de diversos vilões consagrados em filmes do Homem-Aranha, o filme também promete ser o fim da jornada de Tom Holland vestindo o uniforme aracnídeo. Fora isso, as especulações envolvendo o retorno de outras versões do Homem-Aranha continuam crescendo, e ao que tudo indica, é possível que Tobey Maguire e Andrew Garfield retornem.

##RECOMENDA##

De acordo com a sinopse oficial, todo mundo agora conhece que Peter Parker é o Homem-Aranha. Após isso, o herói vai em busca da ajuda do Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch), para conseguir reverter essa situação de alguma forma. As consequências nesta tentativa são desastrosas, e assim abrem-se os portões para o multiverso.

 

 

No próximo sábado (27) será celebrado o nascimento do ator e artista marcial Bruce Lee (1940-1973), que completaria 81 anos. Embora estivesse envolvido na indústria dos cinemas desde sua infância, foi apenas em 1971, com seus longas-metragens de artes marciais, que ele alcançou o sucesso.

Sua primeira produção “O Dragão Chinês” (1971), caiu no gosto do público e se tornou uma grande estreia da época. No ano seguinte, Lee emplacou outro sucesso, “A Fúria do Dragão”, que mostra o personagem em uma árdua jornada de vingança. Vale destacar, que o ainda jovem ator Jackie Chan fez uma breve ponta no filme, como um dos muitos lutadores marciais que apanharam para Lee.

##RECOMENDA##

Ainda em 1972, foi lançado “O Voo do Dragão”, outro importante registro cinematográfico na carreira de Lee, que contou com a participação do ator Chuck Norris, em um combate de lendas que é lembrado até os dias de hoje.

Em 1973, saiu o “último” filme do artista marcial “Operação Dragão”, que foi feito em parceria com a Warner Bros. A produção estreou poucos dias após a morte de Lee, que até os dias de hoje é vista como um mistério. O laudo oficial do ator, conta que ele morreu devido a um edema cerebral, mas há quem afirma que ele foi envenenado.

Após a sua morte, diversas outras produções foram lançadas, que utilizavam dublês e aproveitavam cenas gravadas pelo ator ainda em vida, o maior exemplo disso foi “Jogo da Morte” (1978).

Curiosamente, a longa-metragem contava a história de um Bruce Lee ator, que com seus filmes chineses, conseguiu incomodar a poderosa Hollywood. Para se livrar da ameaça ao império, os grandes empresários precisavam trazer o ator para o lado deles. Como Lee recusou a proposta, os gigantes do cinema optaram por eliminá-lo.

“Jogo da Morte” aborda uma das muitas teorias, que visam investigar a morte misteriosa e prematura de Lee, há quem enxergue essa obra como um retrato real da vida do ator. Independente de seus bastidores, o filme marcou um dos figurinos mais icônicos do artista marcial, que é o clássico traje amarelo, utilizado mais tarde como referência em “Kill Bill”, do diretor Quentin Tarantino.

 O legado de Bruce Lee

O crítico de cinema Rafael Argemon explica que Lee conseguiu criar uma ponte entre o cinema de Hong Kong com o de Hollywood, além de fazer com a que cultura pop do oriente influenciasse a do ocidente.

O crítico lembra que o feito era totalmente inédito na década de 1970. “O sucesso estrondoso de ‘O Dragão Chinês’, ‘A Fúria do Dragão’ e ‘O Voo do Dragão’ em Hong Kong, abriu de vez as portas de Hollywood para Lee, que ao retornar aos Estados Unidos, filmou seu mais famoso e influente filme: ‘Operação Dragão’”, descreve Argemon.

Embora Lee tenha morrido ainda jovem, Argemon destaca que Lee causou um grande impacto na indústria cinematográfica americana. “O cinema de artes marciais influenciou até outros gêneros e subgêneros. A década de 1970 viveu uma verdadeira febre do kung-fu. E essa influência perdura até hoje. Quentin Tarantino que o diga”, ressalta.

De acordo com Argemon, mesmo quem nunca viu um filme de Bruce Lee, sabe quem é o ator. “Esse é o impacto de um ícone. Se você não é um fã de artes marciais ou mesmo da produção cinematográfica ligado às artes marciais, você provavelmente tem algum conhecimento de Bruce Lee como um artista marcial que, mesmo morrendo muito jovem, se tornou a própria imagem das artes marciais”, afirma.

Nesta semana, completam-se 45 anos desde que "Dona Flor e Seus Dois Maridos” (1976) chegou aos cinemas brasileiros. O filme é inspirado na obra literária de mesmo nome escrita por Jorge Amado (1912 – 2001) e conta a história de uma viúva (Sônia Braga) que se casa com um farmacêutico (Mauro Mendonça), mas ainda assim, não consegue esquecer seu ex-marido, o falecido Vadinho (José Wilker). Vale lembrar que o filme de Bruno Barreto é um marco da cultura audiovisual brasileira e durante 34 anos foi o longa-metragem mais assistido nos cinemas brasileiros, posto que foi tomado por “Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro” (2010).

De acordo com o historiador e cineasta Pierre Grangeiro, o período que o Brasil vivia foi um dos fatores que levaram “Dona Flor e Seus Dois Maridos” a se tornar um clássico. “Foi um fenômeno, muito por conta da questão sócio-política da época. Em 1976 houve a morte de Juscelino Kubitschek [1902 – 1976], e foi um período de grande comoção popular. As pessoas queriam algo que as fizessem sorrir, que os fizessem entreter de maneira envolvente, que não falasse de política, e falasse mais sobre a questão popular e cultural brasileira”, contextualiza.

##RECOMENDA##

Junte-se a isso a composição artística do filme, que também foi um dos trunfos da obra, principalmente na junção dos trabalhos de direção de Bruno Barreto ao texto de Jorge Amado. Segundo Grangeiro, ainda que houvessem grande novelas brasileiras baseadas em obras de Jorge Amado como “Gabriela” (1975) e “Tieta” (1989), elas não conseguiram captar a essência do universo do autor de maneira tão profunda e tão forte quanto “Dona Flor e Seus Dois Maridos” e muito disso se deve ao elenco principal.

Para o cineasta, os atores foram fundamentais para o sucesso do filme. “Sônia Braga é popular, bonita e sensual, que transmite essa imagem da mulher brasileira. É muito talentosa, e nós vimos isso nos últimos filmes que ela fez décadas depois como ‘Aquarius’ [2016] e ‘Bacurau’ [2019]”. Além dela, a presença de Mauro Mendonça foi essencial para retratar um personagem mais certinho e dentro 'da caixa', enquanto José Wilker (1944-2014) traz uma interpretação de um homem mais mulherengo, malandro e muito sedutor. “A química entre eles é extraordinária e impressionante”, analisa.

Toda grande obra cinematográfica possui também elementos secundários, indispensáveis na composição do todo, e com “Dona Flor e Seus Dois Maridos” não é diferente. Segundo Grangeiro, a trilha sonora e a direção de arte são responsáveis por trazer uma ambientação mais crível de uma Bahia na década de 1940, em pleno Carnaval. “Parece que você entra naquele universo. É um filme que funciona em todos os aspectos, não apenas como uma comédia, mas também com um pouco de drama e um pouco de erotismo. É um filme muito cultural, que mostra a cultura baiana, desde o acarajé até o samba”, expõe.

Influência na dramaturgia brasileira

 “Dona Flor e Seus Maridos” passou a ter grande influência em obras que estavam por vir, não apenas filmes, mas também novelas. “É uma obra que marca o cinema brasileiro. Foi, e ainda é extremamente relevante e atual. Ele não envelheceu nada, até hoje pode-se assistir com família e amigos e se divertir da mesma forma”. Além disso, a obra de Bruno Barreto conseguiu trazer um novo significado ao cinema e ao audiovisual brasileiro.

Devido a sua grandeza, acabou por influenciar outras obras nacionais audiovisuais posteriores, como “Cidade Baixa” (2005) e “Ó Paí, Ó” (2007), estrelado por Lázaro Ramos. “Enquanto um retrata uma Bahia um pouco mais realista, mostrando a realidade de um submundo, o outro apresenta uma Bahia mais humorística, com axé, dança e capoeira”. Por essas e por outras, Grangeiro afirma que “Dona Flor e Seus Dois Maridos” é um dos pontos altos do cinema brasileiro e está no topo entre melhores, assim como “O Bandido Da Luz Vermelha” (1968), “Deus e o Diabo na Terra do Sol” (1964) e “Cidade de Deus” (2002).

 

 

"A Batalha do Lago Changjin", um filme chinês sobre a guerra da Coreia (1950-1953), bateu todos os recordes de bilheteria no país e provocou a detenção de um jornalista crítico.

O longa-metragem, que estreou no feriado nacional de 1º de outubro, destronou como maior bilheteria "Wolf Warrior 2", outra produção patriótica, de 2017.

##RECOMENDA##

De acordo com a plataforma de venda de ingressos Maoyan, o filme arrecadou 5,6 bilhões de yuanes (875 milhões de dólares) até o momento.

A produção aborda um episódio da guerra da Coreia no qual as tropas comunistas chinesas repeliram os adversários americanos em um campo de batalha com temperatura negativa na Coreia do Norte.

Em um novo período de tensão entre China e Estados Unidos, o regime do presidente Xi Jinping promove obras de conteúdo patriótico.

Além disso, uma lei de 2018 pune com prisão as ofensas aos heróis revolucionários.

E foi com base nesta legislação que um jornalista foi detido após a estreia do filme por perguntar nas redes sociais sobre os fundamentos da intervenção chinesa em ajuda à Coreia do Norte, que causou 200.000 mortes, segundo o balanço oficial de Pequim.

"Mais de meio século depois, os chineses ainda não começaram a refletir sobre a justificativa da guerra", escreveu Luo Changping, ex-diretor de redação da revista Caijing, famosa por denunciar casos de corrupção.

O jornalista foi detido por "ofensas à reputação e à honra de heróis e mártires", afirmou a polícia da província de Hainan.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando