Janguiê Diniz

Janguiê Diniz

O mundo em discussão

Perfil:   Mestre e Doutor em Direito, Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional, Presidente do Instituto Exito de Empreendedorismo

Os Blogs Parceiros e Colunistas do Portal LeiaJá.com são formados por autores convidados pelo domínio notável das mais diversas áreas de conhecimento. Todos as publicações são de inteira responsabilidade de seus autores, da mesma forma que os comentários feitos pelos internautas.

BBB e a importância do networking

Janguiê Diniz, | qua, 28/04/2021 - 08:00
Compartilhar:

Atualmente, um dos assuntos mais comentados no país é o Big Brother Brasil. Seja pelas intrigas ou apenas pelo jogo, esse é tópico em quase todas as rodas de conversa. Mas, para muito além do entretenimento considerado “raso” por muitos, o BBB também traz reflexões para a vida e mesmo para a carreira profissional. Uma delas é sobre a importância do networking e dos relacionamentos interpessoais. No jogo ou na vida, estabelecer conexões é essencial para quem não quer ser eliminado.

O networking nada mais é do que criar relações com pessoas e nutri-las de forma adequada, garantindo, para todos, “benefícios” e gerando uma rede de contatos e conexões úteis. Levando para o Big Brother, sabemos que este é um jogo essencialmente de convivência e relacionamento. Quem melhor se relaciona com seus competidores tem menos chance de ir a um paredão, por exemplo, e, consequentemente, garante dias a mais na “casa mais vigiada do Brasil”. As alianças também são importantes estrategicamente, dentro da dinâmica do jogo. Assim também acontece em nossa vida, mesmo que de formas diferentes. Nos âmbitos pessoal e profissional, ter uma boa rede de relacionamentos pode ajudar a resolver problemas, gerar novas oportunidades de trabalho e negócio, além, claro, da importância da própria relação em si – afinal, somos seres sociais, não fomos feitos para vivermos isolados.

Mas um dos maiores erros quando se pensa em networking é imaginá-lo como apenas um meio de obter benefícios. Não é isso. Há que se criar uma via de mão dupla, como em qualquer relacionamento (imagine um namoro em que só uma das partes se sente amada: não funciona, certo?). É preciso empenhar-se nas conexões, também oferecendo o que pode a seus pares. Da mesma forma que um contato profissional pode lhe apresentar uma oportunidade de negócio, é de bom tom que você tenha esse cuidado em lembrar daqueles com quem se relaciona. Demonstrar interesse torna a relação mais forte e sincera, benéfica para todos. É o chamado “ganha-ganha”.

Dentro de um mercado cada vez mais competitivo, estabelecer alianças – ou, em um termo mais utilizado, parcerias – é uma forma de estabelecer um networking que trará vantagens para ambos os envolvidos. Pensemos em empresas que se unem para oferecer um produto ou serviço conjunto, ou profissionais que juntam suas expertises em um projeto. Assim como no Big Brother, são essas conexões que levam um jogador à frente. Relacionar-se é preciso, e não apenas para ganhar R$ 1 milhão e meio.

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

LeiaJá é um parceiro do Portal iG - Copyright. 2021. Todos os direitos reservados.

Carregando