Carreiras

| Empregos

Por Ayanne Lima

A empresa Dow, que atua no setor químico, abriu nesta terça feira (24) as inscrições para o programa de estágio Jump to the future, que conta com 32 vagas distribuídas em São Paulo, Hortolândia, Jacareí, Guarujá, Jundiaí, Breu Branco e Santos Dumont. A multinacional tem como objetivo ampliar a representatividade da sua equipe incentivando a inscrição de talentos diversos.

##RECOMENDA##

As ações afirmativas já integravam os programas de seleção e ganharam força a partir do Dow ACTs, iniciativa assumida pela empresa em 2020 para combater o racismo estrutural e acelerar a equidade racial na sociedade e na empresa. Os bons resultados ampliaram a meta de contratação de pessoas com deficiência e LGBTQIA+. 

O tema “protagonismo que transforma” possui papel fundamental no processo seletivo. A empresa busca candidatos que assumiram um papel de protagonismo em iniciativas da faculdade, do cotidiano ou da comunidade em que vivem a fim de gerar transformação. Além da oportunidade de trabalhar em uma multinacional, os candidatos selecionados para as vagas de estágio irão vivenciar um projeto de desenvolvimento pessoal e profissional, com duração mínima de um ano.

“Como a Dow valoriza a construção de um plano de carreira também para os estagiários, os “jumpers” terão acesso a um aprimoramento profissional por meio de metas desafiadoras e um ambiente inclusivo em que todos os funcionários têm a oportunidade de potencializar suas habilidades”, destaca Vanessa Grossi.

As inscrições  para o “Jump to the future” podem ser feitas até o dia 07 de junho através do link.

A Valor Investimentos abre vagas para profissionais acima dos 40 anos para programa de tainee. Os interessados em participar do Trainee+ devem lançar candidaturas até 30 de maio através do site da seletiva. De acordo com a empresa, até o final de 2022, a meta é contratar 121 novos assessores de investimentos.

“No ano passado, contratamos 44 assessores e a meta para este ano é mais ousada. Por isso, o desenvolvimento do programa Tainee+ será importante para atingirmos esse objetivo, pois prevê ao menos 16 novas contratações de Assessores de Investimentos”, afirma  a Coordenadora de Atração e Seleção da Valor, Monique Cremonez, através da assessoria.

##RECOMENDA##

A seletiva é destinada a profissionais seniores que tenham conhecimento e experiência no mercado financeiro ou estão em busca de transição de carreira. De acordo com o cronograma do processo seletivo, os candidatos passarão por entrevista com o RH, exercício de networking, entrevista com líderes e construção de proposta. A previsão do início do programa, segundo o calendário da Valor Investimentos, é 22 de agosto. Não foram divulgados os benefícios. 

 

A LG lugar de gente, do ramo de de soluções de tecnologia para RH, está com inscrições abertas para seu Programa de Estágio 2022.  Os interessados têm até 3 de junho para lançar candidaturas através do site da seletiva. De acordo com com a empresa, a seleção está em busca de estudantes da área de tecnologia a partir do 3º período, com conhecimento em informática e desenvolvimento de software.

Todo processo de recrutamento e seleção será on-line, com a realização de avaliação do conhecimento técnico, entrevista, avaliação comportamental e feedback. Os candidatos também devem ter disponibilidade de trabalho no modelo híbrido, com três dias presenciais e dois remotos.

##RECOMENDA##

Os selecionados atuarão com uma carga horária de 30 horas semanais por um ano, prazo do estágio. Além de bolsa-auxílio e benefícios, o programa de estágio oferece investimentos contínuos em formação profissional e aprendizado prático com orientação de especialistas do mercado.

A corretora de valores Ativa Investimentos está com dez vagas de estágio abertas para atuação na área de assessoria de investimentos nos escritórios localizados na cidade de Monções, em São Paulo, e na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. Os interessados podem se inscrever até o dia 17 de junho, por meio da página de recrutamento da empresa.

Com bolsa-auxílio de R$ 2.600,00, a corretora busca estudantes que tenham perfil empreendedor e que sejam apaixonados por investimentos. Para participar,  é preciso estudar economia, administração de empresas, engenharia de produção ou qualquer curso universitário, desde que esteja alinhado ao mercado financeiro. Além disso, é preciso saber Excel e ter a previsão de formatura para junho de 2023.

##RECOMENDA##

Entre as atividades, os estagiários terão a oportunidade de trabalhar com um time de alto nível, conectar e impactar a vida dos clientes, além de aprender na prática como aliar inovação e humanização. As principais atividades serão a assessoria dos clientes nas suas primeiras aplicações, realizando ativação e a possibilidade de novos negócios para a companhia, e o gerenciamento de uma carteira rotativa de clientes de forma estratégica.

Além da bolsa-auxílio, os recrutados terão outros benefícios como conquistas de certificados, vale-refeição e vale-alimentação flexíveis, no valor de R$ 1.440 ao mês, vale-transporte, programa interno de educação continuada, reembolso em certificações, Gympass, day off no mês do aniversário, parcerias com instituições de ensino e restaurantes e seguro de vida.

Nesta segunda-feira (21), as Agências do Trabalho de Pernambuco disponibilizam 531 vagas de emprego, distribuídas em 19 municípios. Desse total de oportunidades, 157 opções estão concentradas em Petrolina, 99 no Recife, 61 em Nazaré da Mata e 51 reunidas no Cabo de Santo Agostinho.

O destaque do quadro de vagas são as funções de trabalhador rural (57), auxiliar de linha de produção (50) e 22 para o cargo de garçom. Além disso, o Estado também disponibiliza 55 postos de trabalho para pessoas com deficiência e 58 opções temporárias.

##RECOMENDA##

Os interessados também podem encontrar opções de emprego em Arcoverde (04), Araripina (09), Bezerros (02), Bezerros (04), Caruaru (15), Garanhuns (05), Goiana (08), Ipojuca (09), Igarassu (29), Paulista (03), Paudalho (03), Pesqueira (05), Serra talhada (10), São Lourenço da Mata (33), Salgueiro (02) e Santa Cruz do Capibaribe (27).

Atendimento presencial

A maioria das Agências do Trabalho não necessita de agendamento prévio, exceto nas unidades do Recife, Vitória de Santo Antão e Salgueiro. O agendamento é realizado através do site da Seteq. Durante o atendimento não é mais obrigatório o uso de máscaras, de acordo com o decreto do Governo do Estado divulgado no dia 19 de abril.

   Após cerca de 25 anos, as lojas Pernambucanas estão de volta, fisicamente, a Pernambuco. Apostando na memória afetiva e no momento de retomada depois do período mais crítico da pandemia da Covid-19, a marca já contabiliza três lojas no Estado. Ao todo, serão 12 em 2022 e com previão de novas aberturas no ano seguinte. Entre os municípios que receberão o empreendimento estão Jaboatão do Guararapes e Paulista, cidade onde tudo começou.

"Nestes últimos anos, abrimos 56 lojas e voltamos ao Nordeste. Em Recife, a gente inaugurou duas lojas no ano passado, no centro da cidade e no Shopping RioMar. Para este ano, temos uma programação importante para chegar, até o final deste ano, com 12 lojas em Pernambuco", conta em entrevista ao LeiaJá o CEO da Pernambucanas, Sérgio Borriello.

##RECOMENDA##

Atualmente, de acordo com Borriello, a marca contabiliza 473 lojas e, até o término de 2022, a estimativa é que haja mais de 500 filiais. “A gente deve fechar [2022] no Nordeste cerca de 40 lojas até o final do ano e a previsão são 12 unidades em Pernambuco”. No cronograma da marca, os novos empreendimentos estão previstos para: julho - Shopping River (Petrolina) e Prazeres (Jaboatão dos Guararapes); agosto - Vitória de Santo Antão e Shopping Tacaruna (Recife); setembro: Paulista; dezembro: Shopping Guararapes (Jaboatão dos Guararapes).

Vagas em Pernambuco

À reportagem, o CEO aponta que cada unidade gera aproximadamente entre 25 e 30 postos de trabalho diretos e indiretos. “As 12 lojas em Pernambuco devem gerar algo em torno de 300 empregos diretos. A nossa estimativa de empregos indiretos é que tenha duas vezes isso. Então, estamos falando de cerca de 600 empregos nessas lojas de Pernambuco até o final deste ano”.

Questionado sobre quais cargos serão abertos no Estado, Sérgio Borriello ressalta que a marca trabalha com o desenvolvimento de pessoas. "As pessoas sempre começam como assessores. Então, depois disso, a gente oferece um programa de desenvolvimento para transformar assessores em líderes, de líderes para supervisores e, em seguida, para gerente. Esses assessores podem ser de caixa, de mostruário, vendedores, entre outros", explica.

Para vagas futuras que surgirão com a chegada das novas filiais no Estado, o representante das Pernambucanas fala que o processo seletivo é realizado através de uma plataforma de recrutamento. As novas seletivas, segundo Borriello, seguem o cronograma de abertura das lojas, ou seja, as oportunidades recebem candidaturas em um período de 30 a 45 dias antes da inauguração do estabelecimento.

A Cielo, empresa de pagamentos eletrônicos, está com inscrições abertas, até 26 de maio, para o Programa de Estágio 2022. Podem participar do processo seletivo, que conta com 40 vagas, estudantes de graduação ou tecnólogo, de qualquer curso, com formação prevista entre dezembro de 2023 e julho de 2024, que possam estagiar 30 horas semanais no formato híbrido em Barueri (SP).

A seletiva conta com provas online e de fit cultural na primeira etapa. Além disso, na segunda fase, os estudante participarão de dinâmica de grupo e, por último, entrevista com gestores.

##RECOMENDA##

“A Cielo busca pessoas dispostas a aprender, colaborativas e que acreditem na força da tecnologia. Queremos quem nos ajude a encontrar soluções para os nossos clientes em seus desafios diários”, afirma Gustavo Sousa, presidente da companhia através da assesoria.

O programa de estágio oferece bolsa-auxílio de R$ 1.800, para estudantes do penúltimo ano do curso, e R$ 2.000 para estudantes do último ano. O período de estágio pode variar de seis meses a dois anos.

Com a decisão do grupo Caoa Chery de demitir 485 funcionários e manter a fábrica de Jacareí (SP) fechada por três anos, trabalhadores da unidade seguem realizando protestos para tentar reverter a medida. Ontem, um grupo deles fez uma manifestação em frente à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), onde ocorria uma audiência pública para discutir a desindustrialização no Estado.

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região chegou a anunciar, na semana passada, que a empresa havia concordado em realizar um programa de lay-off (suspensão temporária de contratos) por cinco meses e conceder mais três de estabilidade, mas depois teria voltado atrás e manteve os cortes.

##RECOMENDA##

Em nota, a Caoa Chery informou que não aceitou a suspensão dos contratos pois a legislação estabelece a medida quando há previsão de retomada da produção no curto prazo, o que não é seu caso. Segundo o grupo, a intenção é manter a unidade fechada até 2025, período em que a fábrica será preparada para produzir apenas modelos híbridos e elétricos.

Ao todo, a planta de Jacareí emprega 627 funcionários e serão mantidos apenas os das áreas administrativas. Para os que serão demitidos, a empresa oferece indenização adicional à rescisão - serão 15 salários para quem tem mais de cinco anos de empresa, dez para quem tem de dois a cinco anos e sete para aqueles com até dois anos de contrato.

Em todas as propostas, o teto salarial é de R$ 5 mil, ou seja, quem tem mais de cinco anos de casa receberia adicional de R$ 75 mil.

Sem compromisso

O presidente do sindicato, Weller Gonçalves, insiste que a companhia voltou atrás e disse temer que a fábrica não retome as operações daqui a três anos, como anunciado, pois não há qualquer compromisso formal assumido pela empresa.

Segundo o sindicalista, na audiência de ontem, o deputado Carlos Giannazi (PSOL) afirmou que vai pedir ao Tribunal de Contas de São Paulo acesso a informações sobre isenções fiscais dadas a empresas que pretendem deixar a região. "O propósito é conhecer o quanto essas empresas foram beneficiadas com dinheiro público", disse Gonçalves.

Ele ainda informou que também será acionada a Comissão Permanente de Relações do Trabalho para que os donos da Caoa Chery e de outras empresas sejam convocados a prestar esclarecimentos à Alesp.

Nesta sexta-feira, haverá audiência online de conciliação entre o sindicato, a Caoa e o Ministério Público do Trabalho da região de Jacareí.

Na avaliação do sócio da Bright Consulting, Cássio Pagliarini, uma montadora normalmente não precisa de três anos para adaptar sua linha de produção, nem mesmo para modelos totalmente novos, como são os elétricos e híbridos.

Pagliarini disse ainda que, em casos em que a empresa importa a maior parte dos componentes - como ocorre com a Caoa Chery -, o tempo médio para a transição seria de um ano. "O prazo de três anos normalmente é o que se leva para desenvolver um veículo, fazer ferramentas para a produção e preparar a linha de montagem", diz o consultor.

Produção parada

A fábrica de Jacareí está parada desde março, quando os funcionários da linha de produção entraram em licença remunerada. A planta produzia os modelos Tiggo 3 - que saiu de linha -, e Arrizo 6, que passará a ser importado da China.

A unidade inaugurada em 2015 tem capacidade para produzir, em um turno, 50 mil veículos por ano, mas o máximo atingido até agora foi de 14 mil unidades, no ano passado.

No início, a fábrica pertencia integralmente ao grupo chinês Chery. Depois, teve metade das ações vendida à empresa brasileira Caoa, que também tem uma fábrica em Anápolis (GO), onde a produção de modelos da Chery e da Hyundai será mantida. O grupo foi criado pelo empresário brasileiro Carlos Alberto de Oliveira Andrade, que faleceu em agosto do ano passado, aos 77 anos.

Greve na Renault

Funcionários da Renault em São José dos Pinhais (PR) entram hoje no 13º dia de greve por causa do valor do Programa de Participação nos Resultados (PPR). Ontem à tarde estava prevista nova reunião com representantes da empresa e uma eventual proposta será apresentada em assembleia marcada para esta tarde.

No início da semana, o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba propôs o pagamento de no mínimo R$ 22,3 mil de PPR a cada funcionário.

A Renault disse que concordaria com o valor, desde que fosse vinculado à meta de produção de 198,5 mil veículos neste ano. O sindicato, porém, não aceita a condição, alegando, por exemplo, que a dificuldade na importação de semicondutores - que tem levado várias fábricas a interromper a produção - pode atrapalhar o cumprimento da meta.

No complexo, são feitos os modelos Kwid, Sandero, Logan, Stepway, Duster, Captur, Oroch, Master e motores.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Enfermeiros de Olinda vão receber por insalubridade. O anúncio foi realizado, nesta quarta-feira, pelo prefeito do município, Professor Lupércio, por meio das redes sociais. Na publicação, Lupércio diz que a bonificação é "uma grande conquista para a categoria".

"Os enfermeiros fazem um trabalho digno de aplausos. Hoje garantimos uma importante conquista para a categoria. É que, a partir de junho, todos os enfermeiros que atuam na gestão vão receber por insalubridade", legendou.

##RECOMENDA##

A decisão, de acordo com o prefeito de Olinda, foi durante reunião realizada na tarde desta quarta em seu gabinete. "Anunciei a notícia hoje, em reunião com a categoria aqui no gabinete. Esse é mais um reconhecimento pela grande dedicação desses excelentes profissionais", finalizou.

[@#video#@]

Durante visita à sede da Blau Farmacêutica, nesta quarta-feira (18), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, conheceu o modelo de negócios, assim como, as instalações da fábrica que, em breve, terá uma unidade instalada no Complexo Industrial Portuário de Suape, no Cabo de Santo Agostinho.

De acordo com Câmara, o início das obras no Estado estão previstas para o segundo semestre de 2022. Além disso, ele ressalta que o investimento no empreendimento é de R$ 1 bilhão e deve gerar 1400 postos de trabalho durante sua operação em Pernambuco.

##RECOMENDA##

A unidade da Blau Farmacêutica ocupará um terreno de cerca de 600 mil metros quadrados e contará com 36 linhas de produção. O novo empreendimento no Estado foi formalizado entre a empresa e Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (Sdec), da Adepe e da administração do Complexo Industrial Portuário de Suape.

A empresa de materiais de construção, Votorantim Cimentos, lança banco de talentos para profissionais com deficiência. Os interessados em trabalhar na organização devem se inscrever, exclusivamente, na plataforma de recrutamentos Gupy.

De acordo com a Votorantim, as principais oportunidades estão nas áreas da indústria e logística (manutenção, mineração, engenharia, segurança), comercial e concreto (vendas, marketing, inteligência de mercado e comercial) e estratégia (finanças, RH, jurídico, TI, planejamento estratégico e em outras áreas administrativas).

##RECOMENDA##

“Temos muito orgulho de promover essa iniciativa voltada à atração de pessoas com deficiência, pois fortalece nosso compromisso com a Diversidade e Inclusão em processos de seleção. Para nós, é um princípio fazer o certo e incluir as pessoas como elas são, valorizando e aprendendo com as diferenças", frisa, através da assessoria, a gerente geral Global de Desenvolvimento Organizacional na Votorantim Cimentos, Thatiana Soto.

[@#galeria#@] 

Funcionários da Liq Recife, a antiga Contax, realizaram um protesto nesta quarta-feira (18) na região central do Recife. Cerca de 100 operadores se reuniram em grupo entre a rua Vinte e Quatro de Agosto e a avenida Cruz Cabugá, no bairro de Santo Amaro. As reivindicações não são mais uma novidade e perduram desde o período em que a empresa ainda funcionava sob a antiga razão social. Os colaboradores denunciam atrasos de salários, problemas com o pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e péssimas condições de trabalho.

##RECOMENDA##

- - > Operadores da Liq protestam contra salários atrasados 

[@#video#@] 

Desde o início da pandemia, a estrutura de trabalho para os funcionários da Liq se tornou mais precária. Operadores precisaram protestar até mesmo pela distribuição de álcool em gel, durante o pico da Covid-19. Atualmente, os empregados enfrentam também problemas de infraestrutura, denunciam trabalhar sob calor intenso e durante longas jornadas.

“Eu vou fazer um ano mês que vem. Meu FGTS é descontado todo mês, mas não é repassado o valor. As condições trabalhistas estão horríveis. A água fede, o ar-condicionado não está mais funcionando, porque eles desligaram. A gente trabalha no calor. Tem gente que foi demitida e não está recebendo e eles não se posicionam. Todo dia é assim. A gente quer reivindicar e não pode, é sob ameaça de troca de horário e suspensão. Eles começam a monitorar para arrumar pretexto para nos prejudicar. A gente não pode reivindicar, tem que ser o que eles querem”, declara Roberta de Rocha, de 26 anos, que trabalha para a Liq há 11 meses.

A funcionária continua: “Teve um aumento de salário. Tenho amigo que ainda não recebeu. Gente da segurança, da limpeza. Eles estão querendo parcelar o aumento de salário. Não estão depositando o transporte também. Se a gente faltar no dia que não tem passagem, eles ameaçam”. 

Representantes do Sindicato dos Trabalhadores de Telecomunicações (Sintel) compareceram ao local, apesar das críticas dos funcionários, que dizem se sentir desamparados pela organização. O Sintel diz estar ciente do problema e afirma ter formalizado denúncia às entidades trabalhistas. 

“A gente está em negociação com a empresa. Denunciamos ao Ministério Público do Trabalho. Eles ainda vêm fazer a fiscalização e isso leva um tempo. Há três meses, eles reportam para a gente. O ar-condicionado realmente está sem funcionar, o prédio é vedado e estamos negociando essa situação com a empresa e com o Ministério, mas a empresa vem protelando”, afirma Francisco Pereira, coordenador do Sintel.

De acordo com Francisco, a empresa prometeu que deve resolver a situação do ar-condicionado até o dia 25 de maio. Supostamente, a Liq espera uma peça necessária para o serviço chegar de um fornecedor chinês.

LeiaJá entrou em contato com a assessoria da Liq para apurar a situação, mas não houve retorno até o momento de publicação desta matéria. O espaço segue aberto.

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) anunciou a realização de uma audiência pública, agendada para o dia 14 de junho, com a finalidade de debater sobre o cumprimento das cotas destinadas a pessoas com deficiência (PcD) dentro do setor aeroportuário. De acordo com o ministro do órgão, Cláudio Brandão, a pauta é tratada em dois processos de relatoria, que buscam reunir informações pertinentes à instrução e andamento da proposta.

Ainda de acordo com o ministro, o objetivo principal da reunião é encontrar uma solução inclusiva, que leve em consideração, principalmente, o bem-estar das pessoas com deficiências (PcDs). Além de figuras públicas, a audiência será aberta para o público que estiver interessado, sendo realizada às 9h da manhã, de forma presencial e on-line, por meio do link que será disponibilizado para quem se cadastrar neste formulário até o dia 25 de maio.

##RECOMENDA##

Além da participação, o evento abrirá espaço para quem desejar contribuir com discussões e considerações sobre a cota para PcDs. Para isso, será preciso informar o interesse em ser expositor e seguir a orientação de envio do material em caso de apresentação. Além do Ministério do Trabalho, também estarão presentes representantes do Ministério do Trabalho e Previdência, da Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência e secretarias estaduais e municipais, entre outras entidades.

Precursora das plataformas de streaming e detentora de milhões de assinaturas ao redor do mundo, a Netflix não tem passado por um bom momento comercial. Com bastante críticas a respeito da qualidade de suas novas produções e usuários insatisfeitos com o aumento do custo mensal para acompanhar o site, a empresa perdeu cerca de 200 mil assinantes entre janeiro e março de 2022, e segundo o jornal americano Deadline, demitiu cerca de 150 funcionários neste mês de maio.

Em nota ao site, um porta-voz da Netflix explicou que as demissões foram uma alternativa encontrada para enfrentar a diminuição da receita. "Como explicamos no relatório, a desaceleração da receita significa que temos que reduzir os gastos de crescimento como uma companhia. (...) Essas mudanças são direcionadas primeiramente por necessidades comerciais e não desempenho individual, o que torna isso especialmente duro já que nenhum de nós gostaria de dizer adeus a tantos bons colegas. Estamos trabalhando firme para apoiá-los nessa transição difícil", disse.

##RECOMENDA##

Os profissionais dispensados faziam parte do projeto “Tudum”, iniciativa que começou como um festival internacional e em seguida foi materializado com um site de notícias e editoriais de conteúdo para a plataforma. Segundo as informações, a maioria dos demitidos faz parte do setor de criação de conteúdos tanto para cinema quanto para televisão, além de profissionais em cargos executivos de séries originais, a nível de direção.

Nesta terça-feira (17), foi inaugurada a nova fábrica de porcelana da Tramontina, localizada no município de Moreno, na Região Metropolitana do Recife. A unidade possui 66,2 hectares e prevê a geração de 300 novas vagas de emprego em Pernambuco.

Na ocasião, o governador Paulo Câmara (PSB) ressaltou que o investimento da empresa no Estado é baseado na confiança. “Fico muito feliz em saber que estamos inaugurando, aqui, mais uma fábrica da Tramontina. Ninguém faz o maior investimento da história do grupo empresarial em uma região se não confiar no Estado e nas instituições que funcionam no Estado. A gente vê que essa confiança existe e confirma que investir em Pernambuco vale a pena”, afirmou Câmara através da assessoria.

##RECOMENDA##

Presente também na inauguração, o diretor-executivo da Tramontina, Rui Baldasso, também salientou a parceria entre a marca e Pernambuco. “Nós gostamos muito da região e já percebemos, em outros projetos, que temos mão de obra especializada, além de um porto aqui ao lado, que facilita muito a exportação, e nós exportamos para uns 120 países. Viemos para ficar, transformar e desenvolver a região”, disse, por meio da comunicação.

O Grupo Reckitt, multinacional de bens de consumo em higiene, saúde e nutrição, continua com inscrições abertas, que vão até 31 de maio, para o Programa de Trainee, em parceria com a 99jobs. Ao todo, serão selecionados 13 candidatos para atuar no Brasil a partir de agosto.

De acordo com a empresa, o processo seletivo está em busca "pessoas diversas, que tenham valores alinhados aos da companhia, valorizem um trabalho com propósito, além de serem curiosas, ágeis e movidas por desafios".

##RECOMENDA##

O Programa de Trainee do Grupo Reckitt 2022 terá duração de 18 meses e os aprovados atuarão nas áreas de Vendas, Marketing e Supply Services (Logística) e Finanças nas unidades de negócio. Os novos contratados terão salário mensal de R$ 8.500, bônus na contratação, planos de saúde e odontológico, vale-refeição, participação nos lucros, previdência privada, seguro de vida e Gympass. A seleção será 100% online e conta com quatro etapas.

A Ambev Tech abriu inscrições para a segunda edição do programa Mulher.Ada Tech, voltado exclusivamente para a contratação de mulheres na área de tecnologia. As inscrições, destinadas a candidatas de todo o Brasil, vão até o dia 31 de maio e podem ser feitas nestes links:

Desenvolvimento C#

##RECOMENDA##

Desenvolvimento Java

Desenvolvimento React

Arquitetura de software

Após a primeira etapa da seletiva, as selecionadas receberão materiais de apoio e orientações sobre a Empresa. Para as vagas de desenvolvimento haverá teste técnico online. Na última etapa do processo, que acontece entre os dias 30 de maio e 15 de junho, as aprovadas serão submetidas à entrevistas individualmente. As oportunidades, em regime CLT, são para trabalho remoto ou híbrido, à escolha da candidata.

Iniciativas que promovem a inclusão e equidade nos espaços corporativos são necessárias para a população LGBTI+. A pesquisa “A Workplace Divided”, da Human Rights Campaign Foundation, realizada em 2018, mostra que 75% dos profissionais LGBTI+ já esconderam sua orientação sexual e/ou identidade de gênero no ambiente de trabalho.

Além disso, o levantamento aponta que mais de 50% desses profissionais vivenciaram situações vexatórias envolvendo piadas nas corporações. E 31% desses contratados se sentiram infelizes ou deprimidos no ambiente empresarial.

##RECOMENDA##

Para a especialista em diversidade e co-founder da consultoria Div.A Diversidade Agora, Renata Torres, trazer o tema diversidade para o mercado de trabalho é essencial para que haja, de fato, igualdade e inclusão. Na análise de Renata, muitas empresas ainda não oferecem um ambiente seguro para profissionais LGBTI+.

“Quando a empresa começa a ter um olhar genuíno para a diversidade, inicia também um processo de transformação para uma cultura inclusiva, no qual todas as pessoas passam a se sentir seguras para serem elas mesmas, sabendo que suas diferenças serão respeitadas, sem medo de se envergonhar ou sofrer qualquer tipo de preconceito”, explica a especialista.

Endossando a explicação de Renata Torres, a também co-founder da Div.A e especialista em diversidade, Kaká Rodrigues, ressalta que é necessário que as empresas passem por mudanças e entendam que o respeito e a inclusão devem ser feitos na prática.

“Diversidade é ter diversos tipos de pessoas dentro das organizações, em todos os níveis hierárquicos. Trazendo esse recorte para as pessoas LGBTQIAP+, estamos falando de cerca de 20 milhões de indivíduos no Brasil. Ou seja, 20% da população brasileira (ABGLT) que precisa, além de políticas públicas efetivas que garantam seus direitos civis, de ações afirmativas por parte das empresas que garantam o acesso e a inclusão a empregos dignos”, expõe.

A i4pro, empresa na área de soluções tecnológicas para o mercado segurador, está com vagas abertas nas áreas de tecnologia e negócios. Ao total, são 19 oportunidades para trabalho híbrido ou 100% remoto, todas com contratação em regime CLT.

As inscrições podem ser feitas pela internet, por meio da página da empresa na plataforma de recrutamento Gupy. Há vagas para funções como analista de teste jr, desenvolvedor, gerente de produtos, entre outros.

##RECOMENDA##

Entre os benefícios oferecidos pela companhia estão vale refeição e alimentação, plano médico Sulamérica, Gympass, auxílio creche, participação nos lucros e resultados, seguro de vida, previdência privada e vale transporte.

O influenciador digital Kaká D'Ávila é responsável por uma rede de solidariedade em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Aproveitando a alta do PIX, Kaká promove uma ação na capital gaúcha chamada "PIX do Currículo", que já empregou mais de 500 pessoas. "Os nomes são sempre lúdicos para chamar atenção. Como se fala muito da questão do PIX, hoje em dia, eu tentei usar essa ideia. O PIX do Currículo, seu currículo não é dinheiro, mas vale muito", explica à reportagem.

A dinâmica da iniciativa é simples. Kaká recebe os currículos de pessoas que estão em busca de oportunidades de trabalho, através do e-mail, ou pelo aplicativo que está disponível no Play Store, e os distribui sem custos em empresas que têm postos de trabalho disponíveis. "O aplicativo [PIX do Currículo] está entre os mais acessados. Mas, podem me encaminhar [o currículo] também para e-mail kakapoa21@gmail.com". 

##RECOMENDA##

"Eu faço isso porque já fiquei por um bom tempo desempregado. Inclusive, eu fiquei desempregado em um momento difícil. Perdi um filho, que nasceu prematuro de seis meses. Ele durou três dias na UTI Neonatal e faleceu no domingo de Páscoa. Na segunda-feira, um dia depois, a empresa onde eu trabalhava me chamou para me demitir", relembra.

O influenciador expõe que a justificativa para o desligamento foi que a instituição não teria tempo para a recuperação do luto. "Ali, eu perdi o emprego, perdi a Páscoa, eu sempre lembro do ocorrido nessa data, e, principalmente, perdi o meu filho. Isso faz alguns anos, mas eu fui até o fundo do poço. Foi horrível", relatou ao LeiaJá

Como funciona o "PIX"?

Com experiência adquirida nos anos em que trabalhou em uma agência de empregos, Kaká explica que a entrega do "PIX", ou melhor, dos currículos, é realizada pessoalmente ou por e-mail. "Muitas empresas me procuram, porque eu trabalhei 20 anos no setor de RH e me falam qual profissional precisam. Eu não espero essas empresas virem até mim, eu que vou atrás delas. Todas semana, eu mando os currículos que recebo para essas empresas, eu procuro as agências de RH no meu intervalo, nos finais de semana, feriados", ressalta. 

"Me chama no Whats"

Todo o trabalho realizado por Kaká é gratuito. Ele diz que profissionais desempregados, muitas vezes, não dispõem de recursos para se deslocar até o centro de Porto Alegre para buscar e realizar a entrega dos currículos. Nas contas do influenciador, até o momento, cerca de 530 pessoas foram beneficiadas pela iniciativa.

"Eu não cobro nada, porque sei que a situação para quem está sem trabalhar é delicada. Mas, eu peço que me deem um retorno. Só peço "me chama no Whats" para que eu possa saber desse retorno, se foi chamado para uma entrevista de emprego, se foi contratado. Todos esses retornos, eu anoto", garante. 

10 anos ajudando na busca por emprego

Ajudar profissionais na procura por um trabalho está na vida do influenciador há um bom tempo. Antes do “PIX do Currículo”, ele foi responsável por iniciativas do mesmo segmento na região. Dicas de emprego, criação e impressão de currículos, “Geladeira do Desempregado”, “Delivery de Currículos”, entre outros projetos compõem o feed do seu perfil pessoal no Instagram.

"Eu faço isso há, aproximadamente, 10 anos e criou uma repercussão grande durante a pandemia, momento em que as pessoas não podiam sair de casa. Eu criei um delivery, aquele com mochilão de motoboy, e saia fazendo entrega de currículos. Eu 'ia' nas comunidades arrecadar currículo, tirava cópia, colocava na mochila e saía batendo de porta-em-porta das empresas para perguntar se precisavam de alguém e que tipo de profissional precisavam", frisa.

Páginas

Leianas redes sociaisAcompanhe-nos!

Facebook

Carregando